Diário Online
Esporte / Esporte Brasil
TA CHEGANDO A HORA

Daniel Alves revela ansiedade na véspera dos jogos Olímpicos

Brasil joga contra a Alemanha na manhã desta quinta-feira (22); o confronto marca a abertura do torneio de futebol masculino nas Olimpíadas de Tokio 2020.

quarta-feira, 21/07/2021, 18:48 - Atualizado em 21/07/2021, 18:48 - Autor: ( Agência Brasil )


 lateral direito Daniel Alves, de 38 anos, que é o jogador mais vitorioso na história do futebol mundial
lateral direito Daniel Alves, de 38 anos, que é o jogador mais vitorioso na história do futebol mundial | Lucas Figueiredo/CBF

Quis o destino que o Brasil enfrentasse, logo na primeira rodada, o mesmo adversário da final dos Jogos Olímpicos de 2016, disputados no Rio. Há cinco anos, o empate em 1 a 1 com a Alemanha no tempo normal levou a decisão para os pênaltis, e a Seleção Brasileira conseguiu seu primeiro ouro olímpico no futebol em pleno Maracanã lotado. A promessa é de um duelo equilibrado, entre duas equipes favoritas, como espera o técnico André Jardine.

Se em 2016, o elenco teve como protagonista o atacante Neymar, nesta edição, a expectativa do torcedor brasileiro gira em torno do lateral direito Daniel Alves, de 38 anos, que é o jogador mais vitorioso na história do futebol mundial – são 41 títulos na carreira. Entretanto, não ganhou todos que os gostaria. Dentre os que faltam, está a medalha olímpica.

O lateral-direito e provável capitão da seleção em Tóquio, começa a sua jornada em busca de mais uma conquista nesta quinta-feira (22), às 8h30, no Estádio Internacional de Yokohama, contra a Alemanha. Mesmo depois de tantas finais e estreias, o Benjamin Button brasileiro ainda sente frio na barriga antes de a bola rolar em sua primeira olimpíada.

“Eu sou como o Benjamin Button. Eu vou de mais a menos. Poder estar aqui é muito especial para mim. Bati na trave duas vezes e, na terceira, aconteceu. Sou muito grato pela confiança e pelo respeito ao trabalho construído em toda a carreira. Eu sou uma pessoa que tem espírito muito jovem. Independentemente da história que se tenha, a primeira vez é sempre muito especial. Estamos aqui em igualdade de experiência, a grande maioria, porque nunca participamos de um evento tão gigantesco e importante como este. Por mais que de tenha vivido momentos especiais e grandiosos, a primeira vez sempre tem o friozinho na barriga, aquele nervosismo bom, saudável. Espero estar à altura não só da competição como também da minha seleção”, disse o lateral, em entrevista coletiva.

A Seleção Brasileira deve entrar em campo com Santos, Daniel Alves, Diego Carlos, Nino e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães e Claudinho; Richarlison, Matheus Cunha e Antony.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS