Diário Online
Esporte / Esporte Brasil
DEU LEÃO AZUL

Clube do Remo vence o Vitória de virada pela Série B

Azulinos saíram atrás do placar, mas viram Marcos Júnior e Lucas Tocantins marcarem e garantirem os três pontos em pleno Barradão, encerrando uma sequência negativa de três jogos

sexta-feira, 10/09/2021, 21:04 - Atualizado em 10/09/2021, 22:53 - Autor: Kaio Rodrigues


Lucas Tocantins marcou o gol da virada no Barradão.
Lucas Tocantins marcou o gol da virada no Barradão. | (Foto: Samara Miranda/Remo)

O Clube do Remo venceu o Vitória pelo placar de 2 a 1, no Barradão, em Salvador (BA), na noite desta sexta-feira (10),  em partida válida pela 23ª rodada da Série B do Brasileiro. Os azulinos encerram o jejum de três jogos sem triunfar e chegam aos 30 pontos, subindo para a 11ª posição na classificação. De quebra, o Leão Azul acabou com a sequência de seis jogos sem derrota do Leão da Barra, que permanece no Z-4.

 

No duelo de leões, o azul levou a melhor.
No duelo de leões, o azul levou a melhor. | Maurícia da Matta/Vitória
 

VEJA COMO FOI O LANCE A LANCE:

Recheado de desfalques, o Remo voltou a ter o lateral-esquerdo Marlon na zaga com Rafael Jansen. Na ala esquerda, Raimar fez sua estreia com a camisa azulina. Sem Victor Andrade, suspenso, o técnico Felipe Conceição colocou Rafinha. O lateral-direito Thiago Ennes sentiu uma lesão na parte posterior da coxa esquerda e deixou  gramado ainda na primeira etapa.

O primeiro tempo foi dos donos da casa. Marcinho marcou para o Leão da Barra após bela jogada. Na segunda etapa, o Leão Azul foi superior, principalmente após as substituições, e viu Marcos Júnior empatar aos 16 minutos e Lucas Tocantins, que retornou à equipe, virar o jogo aos 43 minutos. Vinícius teve grande contribuição também para o resultado. O Var ainda anulou um pênalti a favor do Vitória e validou o gol do atacante azulino, que havia sido anulado, anteriormente, pela bandeirinha.

 

Vinícius teve papel fundamental e evitou um empate e até mesmo uma possível derrota da equipe azulina.
Vinícius teve papel fundamental e evitou um empate e até mesmo uma possível derrota da equipe azulina. | (Foto: Samara Miranda/Remo)
 


Primeiro Tempo: 

Os primeiros 45 minutos começaram com o Remo tentando pressionar o Vitória no campo de defesa. Felipe Conceição adiantou suas linhas de marcação, mas viu os donos da casa crescerem e tomarem conta das ações. Boas chances de gol começaram a aparecer e, aos 11 minutos, Marcinho foi fatal após dar bela caneta em Thiago Ennes e bater no canto de Vinícius, abrindo o placar no Barradão.

O lateral-direito azulino sentiu a parte posterior da coxa-esquerda aos 22 minutos e deixou o campo para a entrada de Pingo. No lance seguinte, o Vitória cobrou escanteio curto, jogou a bola na área e Matheus Moraes apareceu livre de marcação, por trás da zaga, e cabeceou forte. Vinícius fez a defesa à queima-roupa e evitou o segundo.

Os baianos começaram a administrar o resultado. Pararam de marcar pressão e formaram linhas baixas de marcação, ficando postado no 4-5-1. O Remo seguia com dificuldades na armação das jogadas, na movimentação e nas transições. Buscou cruzamentos na área, mas todos sem sucesso. O Leão Azul foi para o intervalo devendo.

Segundo Tempo:

A segunda etapa voltou sonolenta. O Vitória pareceu estar satisfeito com o resultado, que o tirava da zona de rebaixamento. O Remo, por outro lado, seguia com as mesmas dificuldades, mas aos poucos foi encontrando espaços. Marcos Júnior entrou no lugar de Anderson Uchôa, o que gerou maior mobilidade no meio de campo azulino e foi dele o gol de empate, após bela triangulação aos 16 minutos.

Os donos da casa esboçaram uma reação e foram para cima. Aos 25 minutos, Marcinho aproveitou falha de Raimar, invadiu a área e caiu após saída de Vinícius. O árbitro Felipe Fernandes de Lima apontou para a marca da cal. Após análise, o VAR chamou o juiz e, após revisão de quase quatro minutos, a penalidade foi anulada.

O Remo melhorou após novas substituições. Felipe Conceição deu um novo gás para a equipe, que começou a dominar as ações do meio de campo. Aos 43 minutos, quando tudo se encaminhava para o empate no Barradão, Marcos Júnior acerta belo lançamento para Lucas Tocantins, que aproveitou saída errada do goleiro e virou o jogo. Fernanda Antunes marcou impedimento, mas o VAR validou o gol.

O Vitória se atirou para o ataque. O árbitro, devido as duas paralisações por conta do VAR e por causa das substituições, deu oito minutos de acréscimos. Aos 50, após um bate-rebate na área, Vinícius fez grande defesa à queima-roupa (novamente). Logo em seguida, Fernando Neto acertou o travessão, quase empatando a partida. Não deu tempo para mais nada e os azulinos saíram com um grande resultado de salvador.

Próximos compromissos:

Pela 24ª rodada da Série B do Brasileiro, o Clube do Remo terá uma pedreira pela frente. Os azulinos recebem o Avaí no Estádio Baenão, em Belém, na próxima quinta-feira (16), às 21h30. O Leão da Ilha briga na parte de cima da tabela e busca uma vaga no G-4. Já o Vitória vai até Santa Catarina, onde encara o Brusque no Estádio Augusto Bauer. A partida acontece na sexta-feira (17), às 16h.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS