Diário Online
Esporte / Esporte Brasil
FEZ BONITO

Raphinha traz intensidade e quer mais chances de Tite

O jogador do Leeds United, que fez sua estreia pela seleção brasileira ao entrar no intervalo da partida no lugar de Everton Ribeiro, se transformou no destaque do jogo em Caracas

sábado, 09/10/2021, 17:27 - Atualizado em 09/10/2021, 17:36 - Autor: FOLHAPRESS


Imagem ilustrativa da notícia: Raphinha traz intensidade e quer mais chances de Tite
| Divulgação/CBF

A vitória de virada sobre a Venezuela na última quinta-feira (8), pelas Eliminatórias, pode ser dividida em duas fases: antes da entrada de Raphinha e depois da entrada de Raphinha.

O jogador do Leeds United, que fez sua estreia pela seleção brasileira ao entrar no intervalo da partida no lugar de Everton Ribeiro, se transformou no destaque do jogo em Caracas. Participativo, foi a principal opção ofensiva da equipe na etapa final, atuando pelo lado direito do ataque, e coroou a boa atuação com duas assistências para o triunfo do Brasil por 3 a 1.

Neste domingo (10), contra a Colômbia, em duelo atrasado pela quinta rodada do classificatório sul-americano, o atacante poderá ganhar mais uma chance de mostrar suas qualidades em um time que está com a vaga na próxima Copa do Mundo praticamente garantida, mas que ainda não tem um grupo fechado para ir ao Mundial do Qatar. Globo e SporTV transmitem o duelo em Barranquilla, às 18h.

Ao considerar que foram apenas 45 minutos e contra a lanterna das Eliminatórias, é bastante precoce dizer que Raphinha terá vida longa com a camisa verde-amarela, mas ele reúne características que podem ser interessantes para a sequência do trabalho de Tite.

A começar pela intensidade que consegue impor ao jogo, o que faltou à seleção no primeiro tempo diante da Venezuela, além da capacidade de criar chances de gol e o drible.

Nada que surpreenda quem acompanha a Premier League e o desempenho do jogador no Leeds do técnico Marcelo Bielsa.

Desde que foi contratado pelo clube inglês, em outubro do ano passado, nenhum jogador brasileiro nas cinco principais ligas europeias distribuiu mais assistências que Raphinha. São nove passes para gol no Inglês, além de ter marcado nove, somando a temporada passada e a atual edição.

O atacante também lidera o número de "sprints" (arrancadas) da liga inglesa. Segundo dados da Sky Sports, entre a sua estreia como titular em novembro de 2020 e o fim do último mês de agosto, Raphinha contabilizou 753 arrancadas, 85 a mais do que o segundo no quesito.

Correr não é um aspecto negociável ao ser comandado por Marcelo Bielsa, que transformou o Leeds United na equipe com mais "sprints" e a maior distância média percorrida da temporada 2020/2021 da Premier League. O brasileiro se adaptou bem a esse modelo. Sua entrega em termos de dinâmica ficou evidente na vitória sobre a Venezuela.

"Ele é um jogador muito potente. E é muito difícil você ter sucesso na Inglaterra sem essa força. Tem uma explosão e uma velocidade que fazem com que ele se destaque", disse Bielsa em agosto.

"Encontra formas de abrir os times adversários por conta própria, e de forma muito melhor do que qualquer treinador conseguiria impor a ele. Como técnico de alguém como Raphinha, se eu tentasse intervir [em seu jogo], estaria apenas o aborrecendo."

Tite havia convocado Raphinha para a rodada anterior das Eliminatórias, mas não pôde contar com ele e outros jogadores da Premier League, barrados pelos clubes ingleses em razão das restrições impostas pelo governo britânico para a entrada de viajantes no país.

Por isso a estreia veio na última quinta, em Caracas. Autor das assistências para os gols de Marquinhos e Antony, o jogador do Leeds também participou da jogada que originou o pênalti em Gabigol, que o atacante do Flamengo cobrou e converteu.

"Acredito que a assistência vale a mesma coisa que um gol. Por ser um jogador de beirada, é lógico que gosto do gol, mas quando consigo fazer uma assistência para um companheiro fico muito feliz. É como se tivesse marcado um gol", disse Raphinha, cuja atuação em 45 minutos serviu para reivindicar novas oportunidades na equipe de Tite.

"É sempre bom fazer um bom jogo e botar a responsabilidade para cima do treinador, lógico que respeitando meus companheiros. Estou aí para mostrar meu trabalho, meu futebol, vai do professor agora decidir se é melhor eu jogar ou não", completou.

COLÔMBIA

Medina, Yerry Mina, Cuesta e Mojica; Cuadrado, Barrios, Uribe e Luis Díaz; Rafael Borré e Falcão Garcia. Técnico: Reinaldo Rueda

BRASIL

Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Fabinho, Gerson e Lucas Paquetá; Gabriel Jesus (Raphinha), Gabigol e Neymar. Técnico: Tite

Estádio: Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (COL)

Horário: 18h (de Brasília) deste domingo (10)

Transmissão: TV Globo e SporTV

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS