Diário Online
Esporte / Esporte Brasil
DENTRO DA CURUZU

Paysandu termina na lanterna e vê Criciúma comemorar acesso

Papão encerra Quadrangular Final com dois empates e quatro derrotas consecutivas; Tigre fez seu papel e contou com a derrota do Botafogo-PB para o Ituano para garantir vaga na Série B 2022

sábado, 06/11/2021, 19:14 - Atualizado em 06/11/2021, 19:13 - Autor: Kaio Rodrigues


O Criciúma venceu o Paysandu na Curuzu e comemorou retorno à Série B
O Criciúma venceu o Paysandu na Curuzu e comemorou retorno à Série B | John Wesley/Paysandu

O Paysandu se despediu da Série C do Brasileiro com quatro derrotas seguidas. Sem chances e garantido com a lanterna, o Papão pouco fez para buscar a vitória contra o Criciúma, que garantiu o placar magro de 1 a 0, neste sábado (6), o suficiente para conquistar o acesso à Série B do Brasileiro, já que o Botafogo-PB perdeu o jogo para o Ituano e foi ultrapassado na classificação.

VEJA COMO FOI O JOGO LANCE A LANCE

Agora resta ao Lobo juntar os pedaços e "jogar no lixo", porque nada deu certo em 2021, apesar do bicampeonato paraense. Mesmo na disputa da Copa Verde, o ano acabou para o torcedor alviceleste e para todos que vivem o dia a dia na Curuzu, já que pelo quarto ano seguido vai amargar a disputa da Terceirona.

- De solução ao caos: os bastidores da Novos Rumos no Paysandu

 

| (Foto: John Wesley/Paysandu)
 

Primeiro Tempo:

O jogo começou com o Criciúma indo para cima do Paysandu, buscando uma pressão inicial, pois  só a vitória interessava para o Tigre. A equipe de Cláudio Tencati adiantou suas linhas de marcação para forçar o erro na saída de bola do Papão. A estratégia estava dando certo, pois os catarinenses rapidamente roubava a posse e dominava as principais ações no início.

No entanto, não demorou muito para o jogo mudar e o Lobo aparecer. Com boas trocas de passes, os bicolores aproveitavam o nervosismo do rival para chegar bem ao ataque, porém as finalizações e os últimos passes não estavam saindo como planejado. O time de Wilton Bezerra recuou suas linhas de marcação, com todo mundo ficando do meio campo para trás, esperando o erro do Criciúma.

Aos 12 minutos, as duas melhores chances da etapa. Primeiro com Marlon, que recebeu lindo lançamento da defesa, deixou o marcador na saudade e cruzou rasteiro. Gustavo cortou antes da chegada de Ruy, que fechava no segund pau. Na sequência, Dudu Figueiredo cortou a marcação e levou a bola para o meio da área, soltando o pé. Victor Souza fez linda defesa.

O volante Ratinho, após choque de cabeça com o zagueiro Alisson, deixou o gramado direto para o Hospital Porto Dias. Ele sofreu um trauma na região lateral da cabeça e foi acompanhado pelo coordenador científico do clube, Júnior Furtado. O panorama da partida seguiu o mesmo, com o Paysandu equilibrando as ações e o Criciúma sentindo dificuldades no último terço do campo. Ninguém mexeu no placar.

Segundo Tempo:

O Criciúma voltou do intervalo mais ofensivo e incomodava a defesa do Paysandu. O time catarinense precisava da vitória para o acesso e o resultado de 2 a 0 para o Ituano na outra partida do quadrangular favorecia o Tigre. O Belo diminuiu o placar para 2 a 1 e o Tricolor Predestinado resolveu abrir o placar, após Henan aproveitar cruzamento de Hygor e cabecear forte para balançar a rede do Papão.

O gol esfriou a partida. Os visitantes se acalmaram e passaram a ter tranquilidade para agir. O Papão, sem maiores interesses na competição e com o desempenho limitado conhecido por todos, pouco arriscava. Enquanto isso, o Botafogo-PB levava o terceiro gol do Ituano. Tudo favorecendo o acesso do Criciúma, que, mesmo recuando e aceitando a pressão bicolor, garantiu sua volta à Série B do Brasileiro.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS