Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
PIPOCOU, LEÃO!

Remo empata com Vasco e pode entrar no Z-4 ao fim da rodada

Azulinos abriram 2 a 0 em São Januário, mas abdicaram de jogar e viram o Gigante da Colina buscar o resultado; Victor Andrade foi expulso com a equipe vencendo e mais uma vez prejudicou o Leão

sexta-feira, 19/11/2021, 21:18 - Atualizado em 19/11/2021, 22:20 - Autor: Kaio Rodrigues


Leão deu muito mole e agora precisa secar
Leão deu muito mole e agora precisa secar | Samara Miranda/Remo

O Clube do Remo estava com a permanência na Série B do Brasileiro bem encaminhada depois que conseguiu abrir 2 a 0 contra o Vasco, em São Januário, Rio de Janeiro, na noite desta sexta (19), mas abdicou de jogar e sofreu o empate. Com o resultado, os azulinos chegam aos 42 pontos e podem ser ultrapassados ao término da rodada por Londrina e Vitória E chegar para a última rodada, no Baenão, dentro do Z-4.

Veja como foi o Lance a Lance do DOL

No jogo, o Leão conseguiu aproveitar a pressão que o Gigante da Colina sofria da própria torcida desde antes do apito inicial e abriu vantagem com Neto Pessoa e Lucas Siqueira, mas viu Léo Matos e Matías Galarza marcarem para o Vascão, que perdeu várias chances de gol, inclusive aos 47 minutos do segundo tempo, quando Caio Lopes, quase sobre a linha, errou o chute.

O Remo chegou ao seu quinto jogo sem vitória e, dos últimos 33 pontos disputados, conquistou apenas seis deles. Eduardo Baptista mostrou erros em suas substituições, tanto é que colocou Renan Gorne no decorrer do segundo tempo e tirou para colocar Lucas Tocantins quase no fim da partida. Leão chega pode chegar pressionado contra o Confiança, diante do próprio torcedor.

Veja os melhores momentos da partida:

Próximos Compromissos:

Na última e decisiva rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021, o Leão de Antônio Baena vai receber o Confiança, no Estádio Baenão, às 16h. Já o Vasco vai até o Paraná onde encara o Londrina, no Estádio do Café também às 16h. Todos os jogos da rodada acontecem no domingo, dia 28, simultaneamente. 

Primeiro Tempo:

Os azulinos começaram pressionando a saída de bola do Vasco, buscando aproveitar a pressão que os próprios torcedores vascaínos faziam no Gigante da Colina, antes mesmo de começar a partida. Entretanto, os cruzmaltinos equilibraram o duelo e passaram a tomar conta das ações do jogo. Os azulinos esperavam o rival e se fechavam.

O Remo esperava demais e não conseguia dar intensidade nas suas jogadas. Já o Vasco não tinha velocidade na transição ofensiva e sofria com problemas no último terço do campo. Aos 22 minutos, o Gigante da Colina armou um contra-ataque de 4 contra 2. Nenê deixou Cano livre, que cortou Romércio, ficou cara a cara com Vinícius e tocou errado para o camisa 10 vascaínos. Custou caro!

Aos 30 minutos, Riquelme perdeu a bola na saída de jogo para Erick Flores, que acionou Victor Andrade na ponta. O atacante cruzou rasteiro para o meio e Neto Pessoa, livre, abriu o placar em São Januário. Mais vaias para os jogadores do Vascão, que viram, sete minutos depois, Lucas Siqueira receber livre, dominar e chutar. A bola desviou em Rômulo e matou Lucão. 2 a 0 para o Leão!

Quando tudo parecia caminhar com tranquilidade a favor dos azulinos para o intervalo, houve falta de concentração após os gols e Nenê cobrou escanteio para Léo Matos diminuir o placar em São Januário, recolocando os donos da casa novamente no jogo.

Segundo Tempo:

O segundo tempo voltou bastante truncado. Ninguém conseguia jogar, apesar do Vasco estar mais presente no campo ofensivo. Jogo era lento e Remo cadenciava suas ações, sem se expor, talvez para buscar uma bola para matar o jogo. Já o Vasco tentava pressionar, mas era lento e seguia jogando sob vaias do seu próprio torcedor.

O Filho da Glória e do Triunfo abdicou de jogar. Ficou se defendendo e o Vasco buscava uma pressão. Aos 24 minutos, Victor Andrade, mais uma vez no campeonato, deixou o Remo na mão e foi expulso infantilmente. Mesmo com um a menos, o Remo melhorou na partida e passou a sair mais, quebrando a pressão vascaína, que não conseguia armar as jogadas.

Aos 37 minutos, Léo Matos fez boa jogada pela direita e cruzou. Kevem não conseguiu fazer o corte e Matías Galarza pegou bonito na bola para empatar tudo em São Januário. Logo após o gol, o Remo buscou sair para buscar novamente a vitória, no entanto, o Vasco aumentou sua pressão e teve várias chances para virar o marcador. Terminou tudo igual

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS