Diário Online
Esporte / Esporte Brasil
FÓRMULA1

Senna morreu há 28 anos: veja curiosidade sobre o piloto

Campeão brasileiro, que fez história da Fórmula 1, faleceu em 1994, anos na Itália, e até hoje é lembrado por muitos fãs

domingo, 01/05/2022, 17:25 - Atualizado em 01/05/2022, 17:24 - Autor: DOL

Google News

Senna deixou uma grande saudade para todos os brasileiros
Senna deixou uma grande saudade para todos os brasileiros | Reprodução / Facebook

O Brasil e o mundo rendem homenagens a um dos maiores esportistas de todos os tempos, que deixou o planeta perplexo com sua morte há exatos 28 anos.

Neste domingo (1º), Ayrton Senna da Silva, piloto brasileiro três vezes campeão mundial de Fórmula 1 é lembrado pela sua trágica morte, ocorrida no dia 1º de maio de 1994, durante o GP de San Marino, em Ímola, na Itália.

CBF define jogos de Remo e Paysandu na Série C

A trágica morte de Senna mudou itens na Fórmula 1, deixou o Brasil de luto e manifestações foram vistas em torno do piloto de Bologna a São Paulo, onde o corpo do piloto foi sepultado.

Veja curisidades entre nos dias que antecederam e sucederam a morte e sepultamento de Senna.

1 – Rubens Barrichello sofreu um grave acidente na variante Tosa nos treinos livres de sexta-feira. No sábado foi a morte de Roland Ratzemberger, na Aqua Mineralle.

2 – As equipes Jordan e Simtek correram apenas com um piloto. A Jordan com Andrea de Cesaris e a Simtek com David Brabham

3 – Dias antes da morte, Ayrton Senna conversou com a Ferrari para uma possível ida e assim encerrando sua carreira na equipe italiana. O encontro ocorreu com o então presidente da scuderia italiana, Luca de Montezemolo.

4 – Sem correr no treino oficial, o brasileiro obteve a sua última pole position, com 1:21:548, vantagem de três segundos sobre o alemão Michael Schumacher.

5 – Na largada, um acidente entre a Benneton de J.J. Letho e a Lotus de Pedro Lamy. A corrida teve cinco voltas com o safety car e reiniciada na 6ª volta.

6 – Senna conseguiu abrir meio segundo para Schumacher na sexta volta.

7 – Na volta 6 na Tamburello, uma faísca saiu do assoalho da Williams do brasileiro.

8 – Senna freou quase 80 quilômetros da quebra da barra de direção até a batida no muro da curva Tamburello, na sétima volta.

9 – O piloto foi retirado do carro pela equipe médica e no macacão foi visível a marca de sangue, além de várias manchas no chão do local da batida.

10 – Durante o atendimento, um fato curioso: A Larousse de Eric Comas foi parada na Tamburello por fiscais de prova. Anos antes, o piloto foi salvo por Senna durante treinos livres no GP da Bélgica.

11 – A corrida teve uma nova largada com vitória de Schumacher, da Benneton. Mika Hakkinen e Nicola Larini, completaram o pódio.

12 – No dia da morte, Senna conversou com Frank Williams sobre um protesto contra a Benneton, onde a equipe de Flávio Briatore usava componentes proibidos no regulamento. Meses depois, a farsa foi descoberta e a FIA decidiu punir Michael Schumacher.

13 – Senna foi levado para o hospital Maggiore, em Bologna e recebeu a visita de Berger, seu amigo e do chefe da Williams, Frank Williams após a corrida.

14 – Berger relata em uma biografia que sabia da morte do amigo e informou aos repórteres brasileiros, entre eles, o narrador Galvão Bueno.

15 – Senna saiu da Itália somente na terça-feira (3), depois de uma autópsia em seu corpo. O voo teve escala em Paris e chegou em São Paulo na manhã do dia 4 de maio, uma quarta-feira.

16 – Senna recebeu sob o caixão a bandeira do Brasil e levado em carro de corpo de bombeiros, o mesmo carro que ignorou em 1991, quando seria levado em carro aberto pelas ruas de São Paulo após o tricampeonato.

17 – Bernie Eclestone havia informado que Senna morreu na pista durante a prova, mas depois desmentiu a informação dada ao irmão, Leonardo Senna.

18 – Atletas brasileiros foram ao velório de Senna: Aurélio Miguel e Rogério Sampaio, do judô e também o jogador Viola, do Corinthians-SP.

19 – Alguns amigos de Senna não vieram ao velório: entre eles, Juan Manoel Fangio, Jo Ramirez, Max Mosley e Bernie Eclestone. Este último foi ao funeral de Ratzemberger.

20 – Além do esporte, o velório de Senna atraiu artistas e políticos, entre eles: Hebe Camargo, Fábio Junior, Francisco Cuoco, Isis de Oliveira, Luma de Oliveira. Na política, o governador e o prefeito de São Paulo, além do presidente Itamar Franco e do candidato a presidência, Fernando Henrique Cardoso, que acabaria sendo eleito.

21 – Adriane Galisteu teve uma sala reservada, enquanto que a família de Senna recebia Xuxa, a ex-namorada do piloto. Meses depois, Xuxa revelou que ia atrás de Senna para uma volta do casal.

22 – Senna pediria Galisteu em casamento após o GP de San Marino, fato este relatado por Jo Ramirez, amigo pessoal de Senna.

23 – Galvão Bueno convenceu Alain Prost, rival de Senna a vir para o Brasil. Já Nigel Mansell e Nelson Piquet não compareceram ao funeral.

24 – Funeral de Senna foi transmitido por quase todas as emissoras brasileiras. Emissoras internacionais retransmitiam para todo o planeta, em uma das maiores audiências da história.

25 – Senna foi sepultado no cemitério do Morumbi, local onde está sepultado vários artistas como Elis Regina, Hebe Camargo e Gugu Liberato.

26 – O compositor Roger Henry gravou uma homenagem a Senna, a música o Tema da Vitória em tom solene e usada pela TV Globo durante o velório.

27 – Alain Prost, Rubens Barrichello, Emerson Fittipaldi, Gerrard Berger, Tierry Boutsen, Damon Hill, Michele Alboreto e outras feras da Fórmula 1 levaram o caixão de Senna até a sepultura.

28 – O funeral de Ayrton Senna levou 250 mil pessoas a sede da Alesp e foi o maior funeral do Brasil até hoje.

29 – Até o ano passado, a Williams leva a marca S de Senna em seus carros.

30 – David Couthard assumiu a vaga de Senna na equipe.

31 – O Gp de Mônaco teve Senna e Ratzemberger na primeira fila, uma homenagem da Fórmula 1 aos dois pilotos.

32 – Após o acidente em Ímola, o circuito foi fechado pela justiça italiana e remodelado nos pontos onde houve os acidentes naquele fim de semana.

33 – O circuito de Interlagos, em São Paulo tem um S denominado de Senna e desenhado pelo piloto.

34 – O carro onde Senna estava no fatídico GP tinha a bandeira da Áustria. Se ganhasse, Senna faria uma homenagem a Ratzemberger.

35 – O Gp do Japão de 94 teve uma homenagem dos japoneses a Senna. A irmã, Viviane chorou muito durante os festejos.

36 – Ayrton Senna teve um encontrou com a seleção brasileira antes do GP de San Marino. Meses depois , o Brasil seria tetracampeão e os jogadores homenagearam Senna na final contra a Itália.

37 – Durante a festa do tetra, Dunga e o técnico Carlos Alberto Parreira apareceram com um capacete de Senna.

38 – Na véspera da morte, Senna participou de um casamento no hotel onde estava hospedado em Ímola. O casal fez uma foto com o piloto durante o jantar do brasileiro.

39 -Em 2004, nos 10 anos da morte de Senna, Berger guiou a lendária Lotus preta com a bandeira de Senna em Ímola.

40 – O carro que Senna guiou foi destruído no pátio da equipe a mando de Frank Williams. Na sede da equipe, há uma réplica do carro usado por Senna no dia da apresentação oficial, em Estoril.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS