Diário Online
Esporte / Esporte Pará
RE-PA

Remo quer jogo equilibrado contra o Paysandu

Jogo na Curuzu, contudo, não intimida

sábado, 03/04/2021, 09:06 - Atualizado em 03/04/2021, 09:26 - Autor: Matheus MIranda


Leão Azul vai tentar mais uma vitória no estádio bicolor, como a obtida em 2002
Leão Azul vai tentar mais uma vitória no estádio bicolor, como a obtida em 2002 | Samara Miranda/Remo

Amanhã à tarde, a partir das 17h, o Clube do Remo vai protagonizar, ao lado do Paysandu, a disputa de um clássico histórico, na Curuzu, em Belém. Até por isso, o duelo válido pela quarta rodada do Campeonato Paraense tem sido apontado como um jogo franco e aberto tanto para o Leão quanto para o Papão, independentemente do retrospecto recente das equipes.

No caso azulino, apesar da moral com vitórias nas quatro partidas disputadas até o momento, entre Estadual e Copa do Brasil, e com um saldo de gols bom, os jogadores têm sido bem realistas ao avaliarem o cenário do embate, já que o adversário vem motivado, na contramão do retrospecto recente de derrotas em confrontos diretos.

Dessa maneira, o meia-atacante Felipe Gedoz, uma das apostas para decidir a partida, não se intimida. “Acho que tanto nós quanto eles têm a capacidade de conseguir o resultado. Obviamente que espero que seja a gente, até pelo momento que a gente vem. Mas não tem favoritismo por ser clássico. Vai ser um grande jogo para ambas as equipes”, avalia.

Sobre o duelo a ser realizado na casa do adversário, Felipe Gedoz entende que o jogo deve ser nivelado, já que a torcida seguirá ausente. “Mas não deixa de ser um clássico, que vai ser disputado como foram todos os outros. Estamos preparados para isso”, diz.

O objetivo é se manter invicto

A partir de amanhã (4), o Clube do Remo reinicia as suas atividades oficiais em campo com o primeiro Re-Pa da temporada, na Curuzu, após a interrupção do Estadual. Com um calendário que ainda tem o CSA, no próximo dia 13 de abril, em Maceió (AL), pela segunda fase da Copa do Brasil, os jogadores do Leão destacaram a importância de uma apresentação convincente neste domingo.

“A gente sabe a importância que é um jogo como esse. O primeiro (clássico) da temporada e com uma expectativa óbvia de vitória, de fazer um grande jogo. A gente espera continuar crescendo e tendo grandes resultados nesse campeonato”, anseia o volante Lucas Siqueira.

O capitão azulino acredita no potencial e na postura do Remo, sobretudo pelo que já foi construído até aqui. “São quatro vitórias consecutivas na temporada. Isso para nós é muito importante e nos dá mais confiança para esse começo de trabalho. É tentar continuar invicto o máximo possível. A gente sabe o quanto é cobrado por isso, aqui no Clube do Remo, então é importante continuar vencendo”, disse.

Repeteco positivo é sempre bom!

Pela quarta rodada do Campeonato Paraense, em jogo que marca o primeiro clássico Re-Pa desta temporada, o Clube do Remo vai tentar repetir, na Curuzu, o mesmo resultado do último confronto entre as equipes no mesmo estádio, a vitória. O feito ocorreu em março de 2002, em combate válido pela extinta Copa Norte. Na ocasião, o Leão Azul triunfou no quintal bicolor por 1 a 0. Tal episódio pode servir como motivação para que o atual elenco, novamente, não tome conhecimento do rival e some mais uma vitória, o que seria a quarta nos últimos cinco encontros.

 

Leão Azul vai tentar mais uma vitória no estádio bicolor, como a obtida em 2002
Leão Azul vai tentar mais uma vitória no estádio bicolor, como a obtida em 2002 | Samara Miranda/Remo
 

A busca pelos três pontos e a sequência na série invicta do time azulinho na competição estadual é vista como uma decisão de campeonato. O técnico Paulo Bonamigo tratou de evidenciar a importância de um bom desempenho. “Estamos buscando uma classificação dentro do nosso grupo. Por se tratar de um clássico, sempre tem um gosto especial. São as duas equipes favoritas à conquista do título estadual. A gente espera uma grande partida, jogo de muito respeito, intensidade, qualidade. Fazendo valer a grande rivalidade que existe no Norte”, destaca.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS