Esporte / Esporte Pará
HISTÓRICO

Tuna Luso e Paysandu fazem o primeiro duelo da final 

Clássico entre Águia do Sousa e Papão não decide o campeonato há 19 anos.

domingo, 16/05/2021, 08:49 - Atualizado em 16/05/2021, 08:48 - Autor: Nildo Lima


Avenida Almirante Barroso nº 1992, entre as avenidas Júlio César e Tavares Bastos, bairro do Souza. Este é o endereço onde começam, hoje, a partir das 10h, as emoções da decisão de 180 minutos do Parazão 2021, envolvendo Tuna Luso e Paysandu. O confronto é histórico, visto que há 19 anos as equipes não se colocam frente a frente em uma final do Estadual. A última vez em que isso ocorreu foi em 2002, quando o Papão, com duas vitórias (3 a 1 e 3 a 2), acabou levando para a Curuzu aquele que é o 40ª título de sua participação no campeonato.

Tem jogo no DOL! assista Tuna e Paysandu ao vivo às 10h

Voltando ainda mais no tempo, Águia e Papão não se enfrentam em jogos decisivos de ida e volta em seus próprios estádios desde 1970. A Lusa, contando com um timaço, no qual figuravam reconhecidos craques do futebol local, entre eles, Marinho, Mesquita, Leônidas e Gonzaga, os dois últimos já falecidos, bateu o adversário bicolor por 3 a 2, em sua casa, o estádio Francisco Vasques, e 1 a 0, no reduto bicolor, o estádio Leônidas Sodré de Castro.


Na decisão deste ano, Tuna Luso e Paysandu, assim como em 1970, chegam à decisão do Parazão em condições de igualdade, sem qualquer tipo de vantagem para qualquer um dos lados. Os times, porém, fizeram campanhas distintas nas duas primeiras fases da competição. Na primeira, chamada de classificatória, o Papão liderou o Grupo A, com

19 pontos, enquanto a Lusa foi a vice-líder do Grupo B, com 12 pontos, atrás do Clube do Remo.

Nas quartas de final, o Paysandu despachou o Bragantino, em 180 minutos, com um empate (0 a 0) e uma vitória (1 a 0). Já a Tuna goleou o Itupiranga no jogo de ida, em Marabá, (3 a 0) e caiu em casa (1 a 0), tendo a vantagem do placar agregado de 3 a 1. Garantidos na penúltima etapa do Estadual, os finalistas conseguiram suas classificações nas cobranças de tiros livres da marca do pênalti, com Papão derrotando o Castanhal (4 a 2) e a Lusa o Clube do Remo (6 a 5), após ambos empatarem nos jogos de ida por 0 a 0 e 1 a 1, respectivamente.

E mais uma vez a chamada loteria dos pênaltis poderá cruzar a trajetória das equipes em uma decisão, caso os jogos terminem empatados ou com uma vitória para cada lado com igual vantagem de gols. Aliás, o aperfeiçoamento na execução de cobranças da marca da cal foi uma das preocupações dos técnicos Robson Melo e Itamar Schülle nos treinamentos de seus times para o início da decisão do campeonato. Quem terá a melhor largada?

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS