Diário Online
Esporte / Esporte Pará
MODERAÇÃO

Uchôa diz que Remo não pode atropelar objetivos por acesso

Volante azulino comentou que azulinos devem focar primeiro no Parazão e ir passo a passo. Ele revelou gratidão pelo presidente azulino Fábio Bentes e a todos que o receberam após chegar do Paysandu

segunda-feira, 10/01/2022, 22:53 - Atualizado em 10/01/2022, 22:53 - Autor: Kaio Rodrigues


Uchôa é um dos mais experientes do elenco azulino
Uchôa é um dos mais experientes do elenco azulino | Samara Miranda/Remo

Se levarmos em conta o panorama geral do Clube do Remo em campo na temporada de 2021, podemos dizer que foi negativo. De bom, somente a conquista da inédita Copa Verde. De ruim, fracasso no Parazão e "pipocada" na Série B do Brasileiro. Com o novo ano iniciando, muito já se fala em retorno para a Segundona, mas o volante Anderson Uchôa diz que é preciso ter cautela e não atropelar os objetivos.

“Tudo está no início. Jogadores estão chegando, nós estamos nos conhecendo. Sabemos que chegarão mais atletas para deixar o elenco competitivo e mais forte. Mas todos estão animados, treinando forte, se dedicando. Teve a conquista da Copa Verde e isso deu um ânimo a mais para os atletas e clube. Temos que pensar passo a passo. Temos o estadual, depois a Série C. Tivemos o rebaixamento ano passado. Ainda não é momento de falar em acesso e de voltar para a Série B. Vamos nos preparar para fazer um bom Parazão e ser campeão”, destacou.

Volante mostrou moderação ao ser perguntado por novo acesso
Volante mostrou moderação ao ser perguntado por novo acesso | (Foto: Samara Miranda/Remo)


O volante havia sido liberado pelo Leão de Antônio Baena após a queda para a Terceirona e não disputou as finais da Copa Verde, já que pelas leis trabalhistas ele precisava tirar férias. O contrato foi encerrado e Uchôa deixou Belém com a proposta de renovação em mãos. Ele revelou que recebeu sondagens de clubes da Segundona, mas que havia dado sua palavra para o presidente azulino de que retornaria.

“Quando sai, falei para o Fábio que a prioridade era o Remo. Recebi propostas de times da Série B, mas eu gostei do clube, das pessoas. Bati um papo com o Fábio, com os funcionários e agradeci por tudo quando cheguei aqui. Escutei muita coisa que iriam me tratar mal, mas foi ao contrário. Os funcionários e os jogadores me abraçaram, por isso dei minha palavra quando sai no fim do ano e disse para ele que a minha prioridade era o Remo. Conversei com a minha família e resolvemos em escolher o Remo”, revelou.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS