Diário Online
Esporte / Esporte Pará
TIME SOB PRESSÃO

Paysandu: técnico diz que 4x1 não foi "choque de realidade"

O técnico alviceleste reconhece a superioridade de estrutura e contratações do CSA, mas não há tempo para lamentos. Ele já prepara o time para ao próximo jogo contra o Tapajós, no campeonato estadual.

quinta-feira, 17/03/2022, 15:52 - Atualizado em 17/03/2022, 17:09 - Autor: Magno Fernandes

Google News

Técnico do Paysandu, Márcio Fernandes
Técnico do Paysandu, Márcio Fernandes | John Wesley/Paysandu

Após a derrota sofrida na noite de quarta-feira (16), pelo placar de 4 x 1 para o CSA, no estádio Rei Pelé, em Maceió-AL, o técnico Márcio Fernandes lamentou não apenas o pífio desempenho da equipe em grande parte do jogo, mas também as falhas individuais. Esses erros foram determinantes para a desclassificação do Paysandu, na segunda fase da Copa do Brasil.

"Nosso primeiro tempo não foi da forma que esperávamos. Não jogamos da forma que a gente, pelo menos, treinou e jogamos anteriormente. Ficamos só nos defendendo. Mas, no segundo tempo, voltamos melhor postados, mandando no jogo. Tivemos logo de cara uma chance com o Danrlei, depois empatamos o jogo. Na hora que íamos fazer uma substituição para que pudéssemos ter um equilíbrio maior, tomamos o segundo gol e desequilibrou um pouco a equipe", disse.

Para o técnico Márcio Fernandes, embora o time tenha apresentado uma melhora no retorno ao segundo tempo e até marcado o gol de empate com o atacante Danrlei, o segundo gol do CSA acabou derrubando a equipe bicolor dentro da partida e foi um dos fatores que fizeram com a derrota viesse a ser concretizada na capital alagoana.

"Em cinco minutos tomamos dois gols. Realmente ficou muito difícil de reverter o placar. Era o nosso melhor momento na partida, tínhamos tudo para passar na frente do marcador e tomamos um gol. Aquilo ali foi uma ducha de água fria. Até a equipe se equilibrar de novo, tomamos o terceiro gol. Agora o momento é pensar na competição que nós temos, a mais próxima, que é o campeonato estadual", avaliou.

CSA aproveita apagão e goleia o Paysandu pela Copa do Brasil 

Um dos pontos mais vulneráveis da equipe alviceleste, foi o setor defensivo, que falhou diretamente em três dos quatro gols sofridos durante a partida contra o Azulão do Mutange. Após o segundo gol, zagueiro Marcão foi substituído e no seu lugar entrou Heverton, que também deixou a desejar na posição. O treinador explica o motivo da troca e também revelou que sondagens estão sendo feitas sobre novas contratações.

"Marcão sentiu uma câimbra e fizemos a troca. Acho até que as substituições melhoraram, mas mediante aos gols que nós tomamos, ficou algo difícil para que eles demonstrassem algo a mais. Mas, na medida do possível, eles corresponderam. Estamos conversando (sobre contratações), procurando ver, mas, no momento, vamos pensar realmente nesse estadual e poder reverter essa situação", disse. 

A segunda goleada sofrida pelo Paysandu, de forma seguida na temporada, acendeu o alerta com relação a melhora de desempenho da equipe ao longo dos seus próximos desafios tanto no Campeonato Paraense e também Série C do Campeonato Brasileiro. A exemplo do Castanhal, diante do CSA, o time bicolor não conseguiu se acertar e acabou sendo eliminado. Entretanto, o treinador não considera que o jogo foi um choque de realidade.

"Não é um choque de realidade, mas nós temos que ser realista. É uma equipe de série B, que tem um poder aquisitivo maior. Houve contratações de um nível até acima, a folha de pagamento do CSA chega quase a R$ 1 milhão. Realmente é um pouco difícil competir, mas a equipe fez por onde, mostrou qualidade e teve momentos até melhor na partida. Contra equipes assim não se pode errar. Erramos em momentos cruciais que fizeram com que o placar ficasse dilatado", finalizou.

 

Paysandu agora retorna as atenções ao Campeonato Paraense
Paysandu agora retorna as atenções ao Campeonato Paraense | Vitor Castelo/Ascom Paysandu
  

Sem ter muito tempo para se lamentar, o elenco bicolor já retornou para Belém e à partir desta sexta-feira (18), irá iniciar sua preparação para o jogo contra o Tapajós, que irá acontecer no domingo (20), às 09h30, no estádio do Souza, pelo confronto de ida das quartas-de-final, da competição estadual. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS