Diário Online
Esporte / Esporte Pará
TROPA DA FIEL

Paysandu atropela Botafogo-SP e volta para o G-8 da Série C

Papão deu um presentão para as mamães bicolores no Dia das Mães, em jogo que marcou a volta da equipe à Curuzu; Próximo jogo é fora de casa, contra o São José

domingo, 08/05/2022, 20:20 - Atualizado em 08/05/2022, 21:15 - Autor: Kaio Rodrigues

Google News

Mikael abriu o placar da goleada
Mikael abriu o placar da goleada | John Wesley/Paysandu

Voltando a jogar na Curuzu após um mês e dois dias, o Paysandu fez bonito diante do torcedor e goleou o Botafogo-SP por 4 a 1, dando um belo presente de Dia das Mães para as mamães bicolores neste domingo (8). O Papão fez um primeiro tempo abaixo, mas voltou avassalador para o segundo e garantiu mais três pontos. Mikael, Marlon e Serginho, duas vezes, marcaram para o Lobo. João Diogo descontou.

Com o resultado, o Campeão dos Campeões chega aos 9 pontos conquistados, sobe cinco posições e entra no G-8 da competição. Agora, o Papão é o sexto colocado e segue invicto na competição nacional. Já o Pantera cai oito posições e vai para a 12ª colocação, estacionando nos sete pontos e conhecendo sua segunda derrota seguida.

Veja como foi o Lance a Lance:


Próximos compromissos:

Na sexta rodada da Série C do Brasileiro, o Paysandu vai visitar o São José, no Rio Grande do Sul. A partida está marcada para acontecer no próximo domingo (15), no Estádio Francisco Novelletto, a partir das 19h. O rival é o 15º com cinco pontos e não vence há três rodadas. Já o Botafogo-SP recebe o ABC, no Estádio Santa Cruz, no sábado (14), às 17h.

Primeiro Tempo:

O Paysandu começou da melhor forma possível: com gol. Os bicolores iniciaram a partida indo para cima e logo aos dois minutos abriu o placar, quando José Aldo deixou o marcador torto e cruzou na medida para Mikael mergulhar de peixinho e abrir o placar na Curuzu. Quatro minutos depois, a Pantera igualou o marcador, mas o bandeirinha assinalou impedimento no lance.


Buscando o resultado, o Botafogo foi para cima e o Papão começou a aceitar a posse de bola da equipe adversária. Os bicolores eram chamados atenção pelo técnico Márcio Fernandes, mas não conseguiam voltar a dominar a partida, como nos primeiros minutos. Chutões para frente, lançamentos errados e faltas eram o que estavam marcando a equipe.

De tanto recuar e não se impor dentro de casa, o castigo veio: Aos 44 minutos, Mikael fez falta boba próximo da área. Após o cruzamento, Genílson desviou e João Diogo mandou para as redes, deixando tudo igual na Curuzu. Após o empate, o Lobo quis ir para cima, voltar para o jogo, mas foi para o intervalo em igualdade, pagando por ser apático. 


Segundo Tempo:

Ao que tudo indica, os jogadores do Paysandu levaram uma bronca daquelas de Márcio Fernandes. O Papão voltou avassalador e com menos de um minuto fez o segundo gol. José Aldo cruzou na medida para Toscano, que furou a primeira, chutou na segunda e a bola bateu na defesa. Serginho ficou com ela e mandou para o fundo do gol.


Aos dois minutos, o terceiro e novamente com Serginho, que aproveitou cruzamento na medida de Marlon. O Paysandu seguiu em cima, buscando pressionar mais ainda e deu certo. Aos 11, o camisa 10 recebeu, e colocou na gaveta, aumentando o placar na Curuzu. O Botafogo-SP parecia mais um rival grogue no octogono, esperando o último soco para ser nocauteado.


O Paysandu ficou confortável na partida. A equipe do técnico Leandro Zago estava perdida, sem forças, se atirando para o ataque sem organização. O Papão cozinhava. Marcelinho entrou para fazer sua estreia. Danrlei também deu as caras. Entretanto, ninguém mais marcou. O Paysandu ainda chegou a perder algumas oportunidades, mas ficou por isso mesmo.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS