Diário Online
Esporte / Esporte Pará
LAMENTAÇÕES

Bona destaca noite triste para o Remo e já visa recuperação

Técnico do Leão disse que sistema defensivo sofreu com as substituições ainda no primeiro tempo por conta da falta de entrosamento entre os atletas; Azulinos têm problemas para o jogo contra o Floresta

segunda-feira, 23/05/2022, 23:35 - Atualizado em 23/05/2022, 23:33 - Autor: Kaio Rodrigues

Google News

Bonamigo perdeu duas substituições ainda no primeiro tempo
Bonamigo perdeu duas substituições ainda no primeiro tempo | Samara Miranda/Remo

Sem dúvidas, a derrota para o Ypiranga não estava nos planos do Clube do Remo, principalmente após abrir o placar e se mostrar bem dentro da partida. Com o resultado, o Leão Azul fica fora do G-8 e acumula problemas para o próximo compromisso, contra o Floresta. O Filho da Glória e do Triunfo perdeu Jean Patrick expulso, assim como Leonan, que também se lesionou. Everton Sena foi outro que saiu machucado.

“Foi uma noite triste, justamente por perder jogadores clinicamente. Perdemos eles muito cedo, nem foi por conta do esforço no jogo. O primeiro antes dos 20 minutos. Isso nos prejudicou em termos de organização de equipe. Não temos muito que lamentar. Precisamos assimilar para buscar a recuperação no próximo jogo”, destacou Paulo Bonamigo.

A proposta do Remo foi de ser ofensivo. O técnico azulino entrou com Brenner, Vanilson e Netto, além de Erick Flores. Após o gol, o Remo recuou suas linhas e passou a aceitar o volume de jogo dos donos da casa. O comandante disse que não era a intensão baixar os blocos de marcação e sofrer com a pressão, que culminou na virada. Ele destacou o bom início da equipe.

“Coloquei o time para frente, para buscar o gol. Jamais baixaria meu time para levar gol. Isso foi uma situação de jogo. Acontece. No final do jogo, nós com 10 atletas vimos o Ypiranga ir para trás para garantir o resultado. Não é algo que o treinador planeja. Sofremos em alguns momentos com os blocos baixos. Tínhamos que saber sofrer no início e conseguimos o gol e mais algumas chances”, enfatizou.

Leão não teve uma noite feliz
Leão não teve uma noite feliz | Sandro Galtran/Remo
  

O que deu certo e o que não deu:

“Fizemos 20 minutos com muito boa qualidade, com a equipe controlando o jogo que estava equilibrado, até levar o gol. Depois, começa a perder jogadores do sistema defensivo. Primeiro um zagueiro, depois um lateral, com outro estreando, é complicado. Defensivamente, fomos abaixo do que normalmente a equipe produz. As trocas nos prejudicaram porque afetou o conjunto. É evidente que os jogadores não estavam entrosados. Celsinho sem condições ideais, Renan vindo de cirurgia, enfim. Normalmente não levaríamos esses gols. Foi uma noite que tivemos problemas clínicos”, finalizou.

Próximo Jogo:

Na oitava rodada da Série C do Brasileiro, o Clube do Remo volta a jogar em Belém. Os azulinos vão receber o Floresta, no Estádio Baenão, a partir das 19h do próximo domingo, dia 29. 


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS