Diário Online
Esporte / Gerson Nogueira
OPINIÃO

Blog do Gerson: Brenner foi o grande acerto do Clube do Remo 

O jogador, que é titular inquestionável, marcou 9 gols em 18 jogos.

sexta-feira, 06/05/2022, 09:09 - Atualizado em 06/05/2022, 09:08 - Autor: Gerson Nogueira

Google News

O jogador é o artilheiro do Leão na temporada com 9 gols marcados
O jogador é o artilheiro do Leão na temporada com 9 gols marcados | Foto: Reprodução / Instagram

A contratação certeira

O Remo trouxe muitos jogadores novos para a temporada 2022. Quase todos vingaram, inclusive os que eram apostas de risco (como Marciel e Everton Sena), mas há um em especial que se sobressai desde o Campeonato Paraense: Brenner, que anotou nove gols em 18 jogos – média excepcional de 0,5 gol por jogo.

Um sinal do acerto da contratação é que Brenner vive no Remo uma das melhores fases de sua carreira, superior proporcionalmente até ao excelente momento vivido no Botafogo, ao lado de Rodrigo Pimpão, em 2017 e 2018. Com a camisa do Glorioso, Brenner marcou 16 vezes em 64 jogos.

Aos 28 anos, titular inquestionável, o mato-grossense se consolida cada vez mais como referência ofensiva do time. Desde a estreia, não saiu mais do time. Tem ainda a vantagem de ser um jogador que raramente desfalca a equipe, seja por lesões ou suspensões.

No futebol atual, quase nenhum time joga em função de um jogador apenas. O Remo de Paulo Bonamigo também não atua assim, mas é visível que laterais e atacantes de lado têm em Brenner o alvo preferencial das movimentações no ataque.

LEIA MAIS EM ESPORTES AQUI!

Do ponto de vista financeiro, pode-se dizer também que o Remo tem com ele um custo-benefício altamente favorável. Mesmo com a saída de Felipe Gedoz, que tinha o maior salário do elenco, Brenner não representa um gasto excessivo e vale cada centavo investido pelo clube.

Na comparação com jogadores da mesma posição que atuam na Série B, ele desponta com destaque, superior à maioria de seus concorrentes de Segunda Divisão. Por conta disso, havia no Evandro Almeida o receio de que ele pudesse vir a ser cobiçado por clubes de maior poder aquisitivo.

E é justo dizer que Brenner fez gols sem que o Remo tenha um time criativo e ofensivamente estável. Caso o meio-campo seja ajustado, Brenner tende a deslanchar ainda mais.

Tuna traz reforços para tentar reagir na Série D

Em situação crítica na Série D, após três derrotas consecutivas, a Tuna resolveu reforçar o elenco, numa tentativa de virar a chave e conseguir a classificação em seu grupo. Quatro novos jogadores foram anunciados: o zagueiro do Admilton, o lateral-esquerdo Erick Vieira, o volante Genilson Sales e o atacante Alex Silva.

Admilton, 32 anos, fez um bom Campeonato Paraense pelo Águia de Marabá. Está de volta ao clube após quatro anos. Erick, 22 anos, foi vice-campeão maranhense defendendo o Cordino. Paraense, o lateral jogou pelo Amazônia Independente no ano passado.

LEIA MAIS EM ESPORTES AQUI!

Genilson estava no Caeté, clube que defendeu no Parazão 2022, sob o comando do técnico Josué Teixeira. Alex Silva, também revelado no Caeté, chegou a ser contratado pelo PSC, mas acabou dispensado.

Depois das seis contratações feitas inicialmente para o Brasileiro, a Tuna investe de maneira mais ousada. A presença de Josué Teixeira foi determinante para essa mudança de estratégia. Experiente, ele deixou claro que com o elenco atual a Tuna corre sério risco de cair na primeira fase.

Meninos perdem espaço para a velha guarda

Enquanto recheia o elenco de veteranos, como Pipico (37 anos) e Henan (36), o PSC se desfaz de jovens promessas. Primeiro, foi o meia Victor Diniz, cedido ao Fortaleza após breve passagem pelo Cruzeiro. Ontem, quem saiu foi o atacante Flávio. Formado nas divisões de base do clube, teve poucas chances no time profissional.

LEIA MAIS EM ESPORTES AQUI!

Antes, Flávio havia sido emprestado para Gama, Caeté e Maracanã. Além de Danrlei, Marcelo Toscano e Henan, o ataque passa a contar com Marcelinho (ex-Londrina) e Pipico, que passou pelo Santa Cruz há dois anos. Antes, o clube havia dispensado o rápido Debu.

O baixo aproveitamento de jogadores da base não é exclusividade do Papão. Depois do Parazão, o Remo liberou o meia Tiago Miranda, para ficar com Marco Antônio. Ao mesmo tempo, Ronald e Tiago Mafra perderam espaço, com raras chances no time titular.

Rei da retranca leva goleada e perde o emprego

A goleada foi acachapante, não resta dúvida. Cinco a zero para o limitado Strongest boliviano, com gols típicos de futebol pelada. Toda bola na área do Atlético-PR era uma tragédia. Diante do desastre, sobrou para o técnico. Nada de novo ou anormal no futebol brasileiro dito profissional.

Fábio Carille caiu por um tipo de deficiência técnica que seus times raramente apresentam. Especialista em preparar defesas (e retrancas), parecia atônito diante da enxurrada de gols bobos sofridos pelo Furacão.

Mais perplexo ficaria, minutos depois do jogo, com a notícia de que estava demitido, apenas 21 dias depois de assumir o cargo. Comandou o time em sete jogos, com quatro derrotas e três vitórias.

LEIA MAIS EM ESPORTES AQUI!

Quem decidiu pela dispensa foi o todo-poderoso Mario Celso Petraglia, cartola das antigas que preside o Furacão com mãos de ferro e ideias conservadoras. Como ocorreu com Emerson Leão na Seleçãao Brasileira, Carille teve o dissabor de ser demitido ainda na Bolívia, antes de chegar ao hotel.

Amigo pessoal de Petraglia, o longevo Felipão foi logo chamado a assumir a função, e não fez cerimônia. Desempregado e sem mercado, o pentacampeão mundial aceitou de pronto. Vai ser técnico e diretor.

Como se vê, nada de novo sob o sol.

E MAIS - JOGADORES DO PSG FAZEM CAMINHADA PARA CONHECER OS GORILAS DE RUANDA


 

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS