Esporte / Mundo
SE MANIFESTOU

Neymar se manifesta após acusação de abuso sexual

O jogador fala diversas vezes que a empresa está mentindo e que as acusações são absurdas

sexta-feira, 28/05/2021, 15:26 - Atualizado em 28/05/2021, 15:26 - Autor: Lucas Contente


Após denúncia de abuso sexual contra uma fincionária da multinacional de artigos esportivos Nike, Neymar falou, no final da manhã dessa sexta-feira (28), pela primeira vez falou publicamente sobre o caso em uma postagem na sua conta do Instagram. O faro teria acontecido no ano de 2016, quando o jogador estrava nos Estados Unidos para um evento de lançamento da marca de calçados da marca Jordan, uma linha de calçados da Nike.

O assunto veio à tona quando uma publicação do jornal The Wall Street Journal publicou que a vítima protocolou em 2018 uma reclamação formal, que passou a ser investigada pela empresa de material esportivo. A Nike explicou, segundo o diário, que Neymar não cooperou com essa apuração e por isso teve o contrato encerrado.

Segundo o jogador, os fatos podem ser distorcidos porque as pessoas enxergam por ângulos diferentes: “Até entendo quando alguém faz uma crítica sobre minhas condutas, minha forma de jogar e de viver a vida. Somos diferentes”

Para Neymar, a empresária mente quando fala sobre as causas do processo que se tornou público na última quinta-feira: "Eu realmente não entendo como uma empresa séria pode distorcer uma relação comercial que está apoiada em documentos. As palavras escritas não podem ser modificadas. Elas sim são muito claras. Não deixam dúvidas!" Comenta.

"Contrariar essa regra e afirmar que o meu contrato foi encerrado porque não contribuí de boa-fé com uma investigação isso é absurdo, mentiroso. Mais uma vez sou advertido que não posso comentar em público. Indignado vou obedecer!", complementa.

No entanto, para o jogador, a matéria do jornal parece bem clara, segundo ele, em 2016, os funcionários da Nike pareciam já sabem da história, mas ele (o jogador) não: "Em 2016 parece que já sabiam desse acontecimento. Eu não sabia! Em 2017 viajei novamente para os EUA para campanha publicitária, com as mesmas pessoas, nada me contaram, nada mudou. Em 2017, 2018, 2019 fizemos viagens, campanhas, inúmeras sessões de gravação. E nada me contaram."

Em tom de ironia, o atleta sugere que pela gravidade do assunto, o correto seria ele já ter se tornado público: "Um assunto com tamanha gravidade e nada fizeram. Quem são os verdadeiros responsáveis?" No entanto, a Conselheira geral da Nike, Hilary Krane, a falta de fatos para falar sobre o caso de maneira correta, seria a causa da espera para expor o o que tinha acontecido.

"A investigação foi inconclusiva. Não emergiram fatos suficientes que nos permitam falar substancialmente sobre o assunto. Seria inapropriado para a Nike fazer uma declaração acusatória sem poder oferecer fatos que a suportem. A Nike encerrou sua relação com o atleta porque ele se recusou a cooperar em uma investigação de boa-fé de alegações críveis de uma funcionária. Continuamos respeitando a confidencialidade da funcionária e reconhecemos que essa tem sido uma longa e difícil experiência para ela" afirmou empresa por meio de nota divulgada a imprensa. 

O atleta ainda falou sobre o fato de não ter tido oportunidade de se defender, embora no The Wall Street Jounal, a Conselheira geral da Nike deixasse claro que o assunto estava sendo tratado de maneira interna com a funcionária, além disso, Neymar mencionou que não sabe quem é a pessoa que o está acusando de abuso sexual e ainda fala sobre proteção que não foi prestada pela empresa, tanto para ele, quanto para moça.

"Não me deram a oportunidade de me defender. Não me deram a oportunidade de saber quem é essa pessoa que se sentiu ofendida. Eu nem a conheço. Nunca tive nenhum relacionamento. Não tive sequer oportunidade de conversar, saber os reais motivos da sua dor. Essa pessoa, uma funcionária, não foi protegida. Eu, um atleta patrocinado, não fui protegido." finaliza.


Em nota divulgada pela assessoria de Neymar, a NR Sports, é mencionado que os motivos do rompimento de contrato são totalmente diferente do que foi dito pela Conselheira Geral da empresa, no entanto, a nota não diz os motivos:

Em relação às declarações da Nike, prestadas de forma indevida e irresponsável pela Conselheira Geral da Companhia Hilary Krane, sobre o suposto motivo de rompimento do contrato com o Atleta Neymar Jr., é importante esclarecer que os reais e verdadeiros fatos são totalmente dissociados da afirmação prestada.

 Não obstante todas as inverdades relatadas, não apresentaremos, por ora, os documentos que revelam a forma de encerramento do contrato, por questões óbvias de estrito sigilo e confidencialidade, em total observância aos princípios éticos e de governança corporativa que devem nortear a conduta de uma companhia.  

Veja a nota completa:

28 de Maio de 2021 – Esclarecimento 

Considerando a notícia veiculada na mídia que revela a existência de uma acusação de uma funcionária da Nike de um suposto assédio que teria sofrido em 2016 do Atleta Neymar Jr., oportunamente relatada para a Companhia, que, segundo a reportagem, não adotou providências oportunas, são necessários alguns esclarecimentos.

 

Transcrevemos inicialmente as informações prestadas à reportagem do Wall Street Jornal:

 

“Neymar Jr nega essas acusações. Semelhante às alegações de agressão sexual feitas contra ele em 2019 – alegações em que as autoridades brasileiras reconheceram a sua inocência – essas alegações são falsas. Neymar Jr, se for acionado, o que nunca aconteceu, se defenderá vigorosamente contra esses ataques infundados. Neymar Jr e Nike encerraram o relacionamento por motivos comerciais, o que vinha sendo discutido desde 2019, nada relacionado a esses fatos noticiados. É muito estranho um caso que supostamente teria acontecido em 2016, com alegações de um funcionário da Nike, venha à tona somente nesse momento.”

 

Em relação às acusações não há nada a acrescentar porque o Atleta Neymar, ao longo desses cinco anos, nunca foi diretamente acusado e processado pela funcionária da Nike.

 

Em relação às declarações da Nike, prestadas de forma indevida e irresponsável pela Conselheira Geral da Companhia Hilary Krane, sobre o suposto motivo de rompimento do contrato com o Atleta Neymar Jr., é importante esclarecer que os reais e verdadeiros fatos são totalmente dissociados da afirmação prestada.

 

Não obstante todas as inverdades relatadas, não apresentaremos, por ora, os documentos que revelam a forma de encerramento do contrato, por questões óbvias de estrito sigilo e confidencialidade, em total observância aos princípios éticos e de governança corporativa que devem nortear a conduta de uma companhia.

 

As medidas cabíveis já estão sendo adotadas e em breve os reais motivos poderão ser revelados e os fatos esclarecidos.

 

NEYMAR SPORT E MARKETING LTDA

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS