Diário Online
Esporte / Mundo
HALA MADRID Y NADA MÁS

Real: virada faz jus à história do maior time da Champions

Real precisava de dois gols contra o Manchester City e marcou aos 90 e 91 com o brasileiro Rodrygo, forçando a prorrogação, onde Benzema garantiu a classificação merengue à final da Champions League

quarta-feira, 04/05/2022, 22:21 - Atualizado em 04/05/2022, 22:20 - Autor: FOLHAPRESS

Google News

As 13 Champions pesam demais
As 13 Champions pesam demais | Real Madrid

Enquanto o Manchester City teve ceifado, mais uma vez, o sonho de conquistar a Liga dos Campeões pela primeira vez, o Real Madrid terá a oportunidade de buscar seu 14º troféu na competição, em sua 17ª final do torneio em que domina, de forma isolada, todas as principais estatísticas.

Nenhum clube na história disputou mais finais do principal torneio de clubes da Europa do que o time de Madrid. E ter chegado a tantas decisões ajudou a equipe a construir uma história ímpar no campeonato.

A improvável vitória de virada sobre os ingleses, por 3 a 1, nesta quarta-feira (4), com dois gols de Rodrygo e um de Benzema, fez o Real chegar a 276 vitórias na Liga dos Campeões. São 55 triunfos a mais do que soma o Bayern de Munique (ALE), o segundo colocado neste ranking.

É curioso que além de serem os maiores vencedores, os madrilenhos também são os que mais somam derrotas no torneio, com 108, e empates também, 79.

Em 47 participações, seis a mais do que o Benfica, o segundo que mais disputou a competição, o time espanhol já marcou 1.020 gols, sendo o único que passou da barreira do milésimo. O Bayern anotou 782, e é o mais próximo dos líderes da estatística -os dois, aliás, também são os mais vazados, outra vez com o Real em primeiro (508) e o Bayern em segundo (367).

Na véspera do confronto com o City, o meia Modric usou justamente esse histórico para mostrar à torcida que os jogadores estavam motivados a buscar uma virada, depois de terem perdido na ida, por 4 a 3.

"Temos que mostrar que somos o Real Madrid, o melhor time do mundo", afirmou o croata. O que poderia ser encarado como soberba acabou se confirmando pelo feito que o clube alcançou nesta quarta.

Após o histórico triunfo, o volante brasileiro Casemiro, outro líder do elenco, destacou justamente o que ele chamou de "DNA de ganhar títulos". "A grande virtude dessa equipe, desse clube, é nunca se dar por perdido", afirmou. "O DNA desse clube é ganhar jogos, ganhar títulos", acrescentou.

Para colocar mais um troféu em sua galeria, o Real Madrid vai precisar superar o Liverpool na decisão, no dia 28 de maio, em Paris.

Veja os melhores momentos:


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS