plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
CRISE POLÍTICA

Moro mostra mensagens que contradizem Bolsonaro: "Não estou a venda"

Sérgio Moro apresentou, na noite desta sexta-feira (24), prints de conversas com Jair Bolsonaro e a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), com o objetivo de comprovar que o presidente e seus aliados pretendiam usar a exoneração do diretor da Polícia Fe

Imagem ilustrativa da notícia Moro mostra mensagens que contradizem Bolsonaro: "Não estou a venda" camera Reprodução

Sérgio Moro apresentou, na noite desta sexta-feira (24), prints de conversas com Jair Bolsonaro e a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), com o objetivo de comprovar que o presidente e seus aliados pretendiam usar a exoneração do diretor da Polícia Federal, Maurício Valeixo, como condição para o ex-juiz obter uma vaga no Supremo Tribunal Federal ainda este ano.

Moro desmente Bolsonaro após pronunciamento do presidente

Ao Jornal Nacional, Sérgio Moro mostrou conversas em um grupo de aliados da presidência no aplicativo WhatsApp, onde a deputada bolsonarista Carla Zambelli pede para ele aceitar a exoneração.

Na conversa exposta, Zambelli diz que, caso Moro aceite a exoneração, ela se comprometeria a ajudar a convencer o presidente a nomeá-lo para o STF ainda em setembro. A deputada pede: "Moro, por favor, aceite o Ramagem", se referindo a Alexandre ramagem, atual diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), cotado para assumir o cargo de diretor da PF.

Zanbelli, que estava ao lado de Bolsonaro durante o pronunciamento de hoje, se compromete que, caso Moro aceite a demissão de Valeixo, ela irá convencer o presidente a lhe dar a vaga no STF. Em seguida, Sérgio Moro afirma: "Prezada, não estou a venda".

Moro também mostrou conversas onde Jair Bolsonaro faz ameaças veladas a Maurício Valeixo, diretor geral da Polícia Federal, caso ele prossiga com inquéritos envolvendo deputados bolsonaristas. Em mensagem também no WhatsApp, Bolsonaro enviou a Moro um link de uma reportagem do site Antagonista, com o título: "PF na cola de dez a doze deputados bolsonaristas". Após a mensagem, Bolsonaro diz a Moro: mais um motivo para trocar", se referindo ao cargo de diretor da PF.

As conversas mostradas por Moro contradizem a afirmação de Bolsonaro durante o pronunciamento da tarde desta sexta, onde afirmou que Moro condicionou a saída de Valeixo a sua vaga no STF, e que nunca tentou interferir por motivos políticos na PF..

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Notícias Brasil

Leia mais notícias de Notícias Brasil. Clique aqui!

Últimas Notícias