Notícias / Notícias Brasil
DOIS MILHÕES DE DOSES PRONTAS

Vacinas da Índia chegam amanhã ao Brasil, garante governo indiano

A chegada das vacinas vem após um período de indefinição causado pelo governo brasileiro, que na semana passada chegou a ser desmentido pelo governo indiano sobre o envio das vacinas ao Brasil.

quinta-feira, 21/01/2021, 20:20 - Atualizado em 21/01/2021, 21:12 - Autor: Igor Reis


Imagem ilustrativa da notícia: Vacinas da Índia chegam amanhã ao Brasil, garante governo indiano
| Reprodução Instagram

As vacinas Oxford-Astrazeneca, produzidas na Índia, chegarão ao Brasil amanhã. O governo da Índia confirmou o envio de dois milhões de doses, previstas para chegarem às 12h50, horário de Brasília. A notícia foi confirmada pelo governo brasileiro. O outro país que receberá as vacinas indianas é o Marrocos.

A chegada das vacinas vem após um período de indefinição causado pelo governo brasileiro, que na semana passada chegou a ser desmentido pelo governo indiano sobre o envio das vacinas ao Brasil. Na ocasião, o ministro da Saúde, Ricardo Pazzuelo, afirmou que o país já teria uma data definida com a Índia, o que foi negado pelo país governado por Ram Nath Kovind. Pazuello chegou a reservar um avião para ir ao país asiático buscar as doses, mas ele sequer levantou voo.

Leia mais:
- Brasil já começou a produzir Sputnik V, diz fundo russo

O começo da vacinação contra a Covid-19 no Pará em imagens

O país indiano disse, na altura, que iria priorizar o uso interno e o envio para países vizinhos, e que posteriormente definiria uma data para o envio aos demais países, como o Brasil. A Índia destacou hoje, em comunicado oficial, que a importância das relações bilaterais entre os países, membros do Brics (Bloco econômico entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), foi essencial para a escolha do Brasil como um dos primeiros países a receber as vacinas.

O presidente do Brasil, Jai Bolsonaro, publicou a notícia em suas redes sociais. As duas milhões de doses devem amenizar a situação da produção de vacinas no Brasil. As produções estão paralisadas por falta de matéria-prima vindas da China e não há previsão para o envio. O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, voltou a criticar a atitude de  Bolsonaro nesta quinta, responsabilizando-o pela grave situação do país.

A vacina da Oxford-Astrazeneca já recebeu a autorização para uso emergencial da Anvisa e pode ser distribuída para todo o país. O avião com a chegada das doses será transportada pela companhia aérea Emirates, que já confirmou o transporte das vacinas. Também nesta quinta, o fundo russo confirmou que a Sputinik V já está sendo produzida no Brasil e aguarda apenas a autorização da Anvisa para seu uso emergencial. 

Vacinas sumiram! 60 mil doses 'desaparecem' no Amazonas, diz jornal

Ministro das Relações Exteriores diz que não há previsão para chegada de mais vacinas ao Brasil

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS