Notícias / Notícias Brasil
FIQUE ATENTO!

Novo auxílio será pago na primeira semana de abril 

O benefício será pago em quatro parcelas, com valores de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375, dependendo da família.

sexta-feira, 26/03/2021, 10:06 - Atualizado em 26/03/2021, 10:05 - Autor: Com informações UOL


Para receber o benefício, é preciso atender uma série de critérios.
Para receber o benefício, é preciso atender uma série de critérios. | Marcelo Camargo/Agência Brasil

O pagamento do auxílio emergencial começa já na primeira semana de abril, no dia 4 ou 5. O benefício será pago em quatro parcelas, com valores de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375, dependendo da família. A informação foi confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro durante a live semanal nas redes sociais.

"O auxílio emergencial começa no início da semana que vem (sic), dia 4 ou 5 [de abril]. São mais quatro parcelas do auxílio emergencial, que já é o maior programa social do mundo, para atender exatamente aqueles que foram atingidos pela política do 'fique em casa', 'feche tudo'", reclamou Bolsonaro. 

Dessa vez, as regras são mais rígidas do que em 2020, quando o auxílio pagou cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300, com cotas em dobro para as mulheres chefas de família. Até duas pessoas na família podiam receber o benefício.

Ainda durante a live, Bolsonaro disse que o governo federal manteve a economia viva, mesmo durante o período da pandemia da covid-19.

"O governo federal manteve viva a economia no ano passado e, mais ainda, fez com que o país, assim como o mundo todo estava previsto ter um PIB negativo, com exceção da China, os demais países tiveram PIB negativo. E o Brasil foi o quarto que menos decresceu. Então, invariavelmente fruto de várias políticas do governo voltada para o emprego", completou.

Veja os critérios para receber o benefício:

Quem tem direito:

- ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família

- ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300)

- ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550)

- ter recebido o auxílio emergencial em 2020

O pagamento do novo auxílio será limitado a um beneficiário por família.

Quem não tem direito a receber, segundo o governo:

- trabalhadores formais, com carteira assinada

- quem recebe benefício do INSS ou de programa de transferência de renda federal

- quem recebeu o auxílio em 2020, mas não sacou nem usou o dinheiro

- quem estiver com auxílio emergencial 2020 cancelado no momento da análise cadastral do novo auxílio

- residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares

- pessoas com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes

- presidiários

- quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019

- quem tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil

- quem recebeu em 2019 rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$ 40 mil

O valor do auxílio dependerá da condição de cada beneficiário. Para quem mora sozinho o valor pago será de R$ 150 reais. Para as famílias com mais de uma pessoa e que não são chefiadas por mulheres será de R$ 250 reais. E para as famílias chefiadas por mulheres, o valor será de R$ 375 reais.

Como faço para pedir o auxílio?

Não é possível pedir o benefício. No ano passado, o governo disponibilizou um aplicativo e um site para o trabalhador se cadastrar e solicitar o auxílio.

Neste ano, o governo vai usar o cadastro que já havia sido feito no ano passado. Se avaliar que o trabalhador atende os critérios, pagará o benefício automaticamente, sem que o trabalhador tenha que fazer nada para receber.

Como será o pagamento?

O governo deve depositar o dinheiro nas contas digitais gratuitas abertas pela Caixa em nome dos beneficiários do auxílio no ano passado.

Ainda não foi divulgado o calendário de pagamento, a previsão é de que comece a ser pago em abril.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS