Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

Vereadora trans deixa o país por medo de ser assassinada

O PSOL, partido no qual Benny Briolly é filiada, tomou a decisão de retirá-la do Brasil devido às inúmeros ameaças de morte sofridas pela parlamentar. Ela não deixará o cargo e continua participando das sessões online na Câmara Municipal de Niterói, no RJ.

sexta-feira, 14/05/2021, 14:52 - Atualizado em 14/05/2021, 14:52 - Autor: Com informações Istoé


A vereadora Benny Briolly (PSOL), anunciou na noite desta quinta-feira (13) que precisou deixar o Brasil
A vereadora Benny Briolly (PSOL), anunciou na noite desta quinta-feira (13) que precisou deixar o Brasil | Reprodução/ Instagram

Após ameaças de morte, a  vereadora de Niterói, no Rio de Janeiro, Benny Briolly (PSOL), anunciou na quinta-feira (13) que precisou deixar o Brasil. Por meio de nota publicada nas redes sociais dela, Benny diz que a decisão de retirá-la do país para proteger sua integridade física foi tomada pelo seu partido, o PSOL.

“Para assegurar sua vida, o Psol precisou tomar uma medida drástica de tirar Benny do país. O que é absurdo e incompatível com o Estado democrático”, diz a nota. O comunicado cita diversas situações de violência contra a parlamentar, incluindo a divulgação de um e-mail com o endereço dela com mensagem exigindo sua renúncia e prometendo matá-la, caso permanecesse no cargo.  

Esta não é a primeira vez que a parlamentar recebe ameaças. Em março, ela chegou a acusar o colega de Câmara Douglas Gomes (PTC-RJ) de agressões verbais.

“Hoje fui agredida com transfobia, racismo e quase fisicamente pelo vereador fascista Douglas Gomes, que foi segurado pelos meus companheiros de bancada para que não me encostasse. Foi horrível e doloroso!”, disse ela.

LEIA TAMBÉM!


No comunicado de Benny Briolly, é informado que a “Mandata já comunicou, informou e oficiou várias instâncias do Estado brasileiro sobre a grave situação. Mas até o momento não foram tomadas medidas que protejam sua vida e seus direitos políticos”, e que por isso a parlamentar precisou sair do país.

Benny seguirá acompanhando as sessões plenárias da Câmara Municipal de Niterói, que estão sendo virtuais, por conta da pandemia do novo coronavírus.

CONFIRA O COMUNICADO NA ÍNTEGRA!

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS