Notícias / Notícias Brasil
A PANDEMIA NÃO ACABOU!

FioCruz alerta para aumento de casos e risco de 3ª onda

Com a demora na vacinação e grande parte da população levando uma "vida normal" e aglomerando, a chance de uma terceira onda, maior e mais violenta, é muito grande.

sábado, 22/05/2021, 07:33 - Atualizado em 22/05/2021, 10:07 - Autor: BBC Brasil


Imagem ilustrativa da notícia: FioCruz alerta para aumento de casos e risco de 3ª onda
| Reprodução

O mais recente Boletim Infogripe, publicado nesta sexta-feira (21) por especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), revela que a situação da pandemia de covid-19 no Brasil voltou a piorar em pelo menos oito Estados.

Em outros dez, a tendência de queda nos números está se estabilizando, o que também representa uma preocupação. Os dados analisados compreendem a semana epidemiológica 19, que vai de 9 a 15 de maio.

"Como vem sendo alertado desde a atualização da semana 14, diversos desses estados ainda estão com valores similares ou até mesmo superiores aos picos observados ao longo de 2020", aponta o pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do Infogripe, num comunicado divulgado pela própria FioCruz.

"Tais estimativas reforçam a importância da cautela em relação a medidas de flexibilização das recomendações de distanciamento para redução da transmissão de covid-19, enquanto a tendência de queda não tiver sido mantida por tempo suficiente para que o número de novos casos atinja valores significativamente baixos", completa o especialista.

DIAGNÓSTICO

Segundo o relatório, o retorno às atividades econômicas e sociais aconteceu muito cedo. Ao primeiro sinal de arrefecimento, muitos prefeitos e governadores aliviaram as medidas restritivas tomadas anteriormente, que reduziram de forma considerável a quantidade de pessoas fora de casa.

Com mais gente nas ruas, o coronavírus também voltou a circular com maior intensidade. Mais gente infectada, por sua vez, é sinal de uma maior procura por pronto-socorros e postos de saúde, num momento em que as taxas de ocupação de leitos continuam bem longe do ideal.

Isso pode representar uma piora na situação da pandemia nas próximas semanas. "Tal situação, caso ocorra, não apenas manterá o número de hospitalizações e óbitos em patamares altos como também manterá a taxa de ocupação hospitalar em níveis preocupantes, impactando todos os atendimentos, não apenas aqueles relacionadas à síndromes respiratórias e covid-19", aponta Gomes.

Portanto, um aumento das internações pode aprofundar ainda mais a crise sanitária, aumentar os casos e mortes por covid-19 e levar a um novo colapso do sistema de saúde, o que alguns epidemiologistas encaram como uma "terceira onda".

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS