Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
MEDO?

CPI da Covid: Bolsonaro desafia senadores sobre Malafaia

Questionado, Bolsonaro afirmou que o pastor evangélico trabalha como seu conselheiro e que por isso poderia depor na CPI.

sexta-feira, 28/05/2021, 08:55 - Atualizado em 28/05/2021, 08:55 - Autor: Fonte: IG


Durante a campanha, Bolsonaro frequentou cultos religiosos com Silas Malafaia, que mobilizou os fieis a votarem no atual presidente.
Durante a campanha, Bolsonaro frequentou cultos religiosos com Silas Malafaia, que mobilizou os fieis a votarem no atual presidente. | Reprodução Facebook

Jair Bolsonaro usou sua tradicional live de quinta-feira (27) para tentar mobilizar os neopentecostais evangélicos contra a CPI da Covid.

O presidente do Brasil criticou o andamento da comissão que investiga ações e omissões do governo federal e também dos estaduais durante o período de pandemia no Brasil.

Para Jair Bolsonaro, a CPI tem que convocar o pastor Silas Malafaia para depor, mas está com "medo dos evangélicos". Sem explicar o fundamento – pois o religioso não exerce oficialmente nenhum cargo dentro da gestão federal –, o presidente argumentou que a CPI está com medo de Silas, pois ele “não se intimida”.

Questionado, Bolsonaro afirmou que o pastor evangélico trabalha como seu conselheiro e que por isso poderia depor na CPI.

"Querem tanto saber quem é que me aconselha? O senador Flávio Bolsonaro falou que o Malafaia conversa comigo. Convoca o Malafaia. É uma das pessoas que eu mais converso", provocou.

"Vá plantar batata, CPI. Convoca o Malafaia, estão com medo do Malafaia, ou estão com medo dos evangélicos? Vocês ficam partindo para a intimidação das pessoas que são convocadas. O Malafaia jamais vai ser intimidado", continuou.

O presidente ainda atacou o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), autor do requerimento que pede a convocação de Bolsonaro à CPI, referindo-se a ele como "saltitante do Amapá".

 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS