Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
TRÁFICO DE DROGAS

"Gatinha da Cracolândia" diz que não vendia drogas

A jovem de 19 anos afirmou que é apenas usuária e que só ia até o local para comprar drogas

segunda-feira, 20/09/2021, 14:34 - Atualizado em 20/09/2021, 14:34 - Autor: Com informações do UOL


Imagem ilustrativa da notícia: "Gatinha da Cracolândia" diz que não vendia drogas
| Reprodução/Instagram

A vida da jovem Lorraine Bauer Romeiro, de 19 anos, virou de cabeça após ser presa em julho deste ano, por suspeita de tráfico de drogas. Conhecida como "Gatinha da Cracolândia", a loira foi presa em uma casa onde a polícia encontrou mais de 400 porções de crack, coacína, maconha e ecstasy, além de quase 100 frascos de lança-perfume, em Barueri, São Paulo. 

Apesar de todas as evidências mostrarem que a loira tem um possível envolvimento com o tráfico de drogas, a jovem nega que atue com a venda dos entorpecentes e afirma que era apenas usuária. 

"Não [sou traficante]. Sou usuária. Tinha uns 14, 15 anos [na primeira vez que usou drogas]. Uma vez, me ofereceram maconha e acabei fumando. Eu acabei gostando da sensação, e aí, no outro dia, queria de novo e de novo. Foi aí que percebi que tinha virado dependente. Já usei bala, cocaína, lança-perfume e maconha", disse ela, em entrevista à Record. "Nunca vendi, só ia para comprar", declarou.

Tudo que está acontecendo na minha vida é uma injustiça. Se eu estivesse pagando por coisas que eu fiz, estaria com o coração mais tranquilo. A pior coisa do mundo é ser acusada por coisas que você não fez. Nada daquilo era meu. Não sou chefe de crime de tráfico nenhum", complementou a jovem.

Nas redes sociais, Lorraine tinha mais de 30 mil seguidores e ostentava uma vida luxuosa. "Eu sempre gostei muito de tirar foto, gravar vídeo. Eu criei meu Instagram e, como também era modelo, fazia ensaio de fotos, ia postando. Foi aí que comecei a ganhar bastante seguidor", relatou.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS