Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
PEQUENO RAFAEL

Bebê de 1 ano e 3 meses morre de covid-19 e comove Minas

Após atrasos no voo para Belo Horizonte em estado grave. Rafael permaneceu em tratamento até sábado à noite, mas não resistiu. Governo permanece reproduzindo discurso contrário a imunização infantil

domingo, 09/01/2022, 20:08 - Atualizado em 09/01/2022, 20:08 - Autor: Fonte: EM


Imagem ilustrativa da notícia: Bebê de 1 ano e 3 meses morre de covid-19 e comove Minas
| Pixabay

Em meio ao debate sobre a vacinação infantil contra a covid-19, muitas crianças pelo país perdem a vida para o vírus.  Foi o caso de um bebê de 1 ano e três meses de idade, que morreu na noite de sábado (8), vítima da covid-19.

Rafael Henrique Pereira estava internado na Santa Casa de Misericórdia, em Belo Horizonte, desde a quarta-feira (5), quando chegou transferido da cidade de Governador Valadares, em estado grave e precisando realizar hemodiálise.

O pequeno Rafael começou a passar mal no dia 27 de dezembro de 2021 e foi levado ao Hospital Municipal (HM) de Valadares, com febre alta. Ele foi diagnosticado com sapinho e liberado. Mas a febre não passou e, no dia seguinte, a mãe voltou com ele para o hospital, com febre de 40 graus.

 O bebê precisou retornar ao hospital. A criança estava com sangue saindo pelo nariz e a boca. Ele foi internado e entubado. Após mais exames, ele foi diagnosticado com a Síndrome Multissistêmica Inflamatória Pediátrica pós-covid-19.

O bebê morreu após desenvolver a forma grave da doença, que havia afetado seus rins. Com a necessidade urgente de ser submetido a sessões de hemodiálise. A criança enfrentou diversas dificuldades em sua cidade, onde não havia hospitais que realizassem o procedimento.

Após atrasos no voo para Belo Horizonte em estado grave. Rafael permaneceu em tratamento até sábado à noite, mas não resistiu.

A vacinação infantil contra a covid-19 passou a ser uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). O órgão alerta que, além de vetores do vírus, podendo infectar pessoas, as crianças também podem desenvolver sintomas graves da doença.

O governo Bolsonaro, mesmo assim, segue utilizando a retórica contrária a imunização de crianças, inclusive com o presidente levantando suspeitas sobre os interesses da Anvisa na medida. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS