Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
CARNAVAL

Prefeitura do Rio mantém desfiles de escolas de samba

Mesmo após o novo aumento no número de casos da Covid-9, o prefeito Eduardo Paes (PSD), decidiu manter o desfile na Sapucaí.

segunda-feira, 10/01/2022, 12:44 - Atualizado em 10/01/2022, 12:44 - Autor: Com informações do O Dia


Prefeitura do Rio decide manter desfiles das escolas de samba na Sapucaí.
Prefeitura do Rio decide manter desfiles das escolas de samba na Sapucaí. | Agência Brasil

Diferente do Carnaval de rua, que foi cancelado na semana passada devido ao aumento no número de casos da Covid-19, o Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), se pronunciou sobre os desfiles das escolas de samba na Sapucaí.

Após tomar a terceira dose da vacina contra o coronavírus nesta segunda-feira (10), Eduardo Paes decidiu manter os desfiles das escolas de samba. 

Covid-19 e gripe: 49 voos são cancelados; veja o que fazer

Vale ressaltar que os desfiles vão começar em 46 dias, no dia 25 de fevereiro. "Se hoje nós permitimos, em ambientes restritos, que as pessoas se reúnam, celebrem, com passaporte de vacinação, temos que pensar como ficará hoje, esta semana. Esse deve ser o foco. A gente entende pelas regras atuais, que eventos em que podemos ter controle, passaporte vacinal e eventualmente testagem, não tem problema nenhum de acontecer", disse Paes.

Para o prefeito, há diferenças importantes entre o desfile das escolas de samba e o Carnaval de rua, oficialmente cancelado pela prefeitura do Rio, por conta do grande aumento no número de casos de Covid-19 desde as festas de fim de ano. A taxa de positividade em testes de Covid-19 subiu de 5% para 43% em menos de duas semanas.

Bebê de 1 ano e 3 meses morre de Covid-19 e comove Minas

"Carnaval é Carnaval. A não ser que a gente vista todo mundo de baiana para ficar três metros de distância um do outro", comparou o prefeito, sobre a tentativa de evitar aglomerações durante a folia.

"Para o Carnaval da Sapucaí ainda faltam 50 dias. Não era o caso do carnaval de rua, que começaria agora no final de janeiro, e por isso deveríamos tomar alguma posição. Esse é um ambiente que a gente não controla. Mas vamos preparando o evento, as escolas estão ensaiando, fazendo suas fantasias, alegorias".

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS