Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
PRECONCEITO

Vídeo: advogado se emociona após provar inocência de jovem

Profissional defendeu o cliente sem cobrar qualquer valor pelo serviço

sexta-feira, 18/03/2022, 14:18 - Atualizado em 18/03/2022, 14:17 - Autor: Com informações do Metrópoles

Google News

O advogado compartilhou a vitória nas redes sociais
O advogado compartilhou a vitória nas redes sociais | Reprodução/Instagram

A rotina de um advogado é marcada por diversas situações pra lá de inusitadas. Defender as causas e clientes nem sempre é uma tarefa fácil. Porém, na maioria dos casos, mesmo quando não é de sua área de atuação, o advogado Ewerton Carvalho, opta por defender, sem pensar duas vezes, pessoas acusadas injustamente. O jovem assume os casos de forma gratuita. 

“O direito criminal é minha militância suprema dentro do Direito”, afirma o advogado, que ficou conhecido recentemente após publicar um vídeo onde apareceu emocionado depois de um cliente, Kaique Mendes, ser absolvido. A publicação viralizou nas redes sociais. 

Menino de 13 anos vai responder por ato análogo a homicídio

Kaique estava com um irmão e um primo comendo uma pizza dentro de um veículo em frente ao prédio em que morava, em julho de 2019. Na ocasião, o jovem ouviu um forte barulho de batida e saiu do carro. Ele foi surpreendido por um grupo de policiais, que o mandaram deitar no chão. Em seguida, os agentes deram voz de prisão ao rapaz.

De acordo com os policiais, o jovem negro de 20 anos estava a bordo do veículo que havia batido no posto em frente ao edifício. O carro havia sido roubado um dia antes do acidente. Kaique foi preso em flagrante, enquanto os verdadeiros ocupantes do carro roubado fugiram. 

O jovem foi solto por conta de seus bons antecedentes e por não possuir ficha criminal e pôde aguardar o processo em liberdade. Ele foi denunciado pelo crime de receptação e foi absolvido apenas três anos depois do ocorrido. 

Ao saber da absolvição do cliente, Ewerton publicou um vídeo emocionado em uma rede social. “Eu acabei de inocentar o moleque, eu estou há três anos nesse processo”, disse chorando, após sair da audiência.

Belém: manifestantes pedem justiça após racismo contra idosa

A inocência do rapaz foi provada por meio de imagens de uma câmera de segurança, que mostravam que Kaique estava no estacionamento no momento em que o carro havia sido roubado.

O defensor é uma das lideranças do Movimento Negro e representa a organização no Conselho Nacional de Segurança Pública (CNSP), além de atuar contra o racismo no sistema judicial.

Para Ewerton, a prisão de seu cliente foi mais um caso de preconceito. “Quando o policial parou ele, tinha outro menino branco, de pé, perto do portão, e o policial nem olhou para o cara. É surreal. O que mais me espanta é que, dentro da equipe de policiais que prendeu ele, um dos agentes era preto”, desabafa.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS