Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
NÃO ACABOU

Covid volta a ser principal causa de doenças respiratórias

Segundo a Fiocruz, registros associados ao vírus também apresentam crescimento. As crianças de 0 a 4 anos, são as principais atingidas.

sexta-feira, 20/05/2022, 18:57 - Atualizado em 20/05/2022, 18:55 - Autor: Com informações de O DIA

Google News

Imagem ilustrativa da notícia Covid volta a ser principal causa de doenças respiratórias
| ( Reprodução )

Se engana quem pensa que a Covid-19 chegou ao fim. Infelizmente os dados apontam o contrário. A Fiocruz publicou, nesta sexta-feira (20), um boletim onde afirma que os casos da doença voltaram a crescer entre as ocorrências com resultado laboratorial positivo para vírus respiratórios. 

Varíola de macacos infecta 1° brasileiro; homem é internado

No momento, a Covid-19 ressurge como a principal causa de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) entre os resultados positivos de SRAG, somando 41,8% dos casos, registrados nas últimas quatro semanas epidemiológicas.

Segundo o que foi divulgado pela fundação, os registros associados ao vírus também apresentam crescimento. As crianças de 0 a 4 anos, são as principais atingidas. de acordo com o boletim, 35% do total de casos de SRAG (36,5%) são de Vírus Sincicial Respiratório (VSR), que atinge fundamentalmente crianças pequenas.

A curva nacional, mantém sinal de crescimento de SRAG nas tendências de longo (últimas seis semanas) e curto prazo (últimas três semanas). A estimativa é que foram notificados 5,5 (4,8 – 6,4) mil casos na semana 19.

Leia também:

Pesquisa mostra Lula estável e Bolsonaro em segundo

Em nível nacional, os dados indicam crescimento no número de casos semanais de SRAG em todas as faixas etárias da população adulta. Nas crianças e adolescentes, observa-se manutenção do sinal de estabilização - em patamar elevado - nas faixas etárias de 0 a 4 e 5 a 11 anos. No grupo de 0 a 4 anos, os casos seguem fundamentalmente associados ao VSR.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS