Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$
BUSCAS CONTINUAM

PF faz buscas por Dom e Bruno onde objetos pessoais estavam

O sumiço da dupla foi na reserva indígena Vale do Javari, no Amazonas e as buscas entram no 10º dia.

terça-feira, 14/06/2022, 11:55 - Atualizado em 14/06/2022, 11:52 - Autor: Com informações de Metrópoles

Google News

Equipes fazem buscas por jornalista britânico e indigenista na floresta amazônica
Equipes fazem buscas por jornalista britânico e indigenista na floresta amazônica | Crédito: REUTERS/Bruno Kelly

A Polícia Federal continua a investigação sobre o desaparecimento do indigenista brasileiro Bruno Pereira, que é ex-coordenador da Funai, e do jornalista inglês e correspondente do jornal The Guardian Dom Philips. O sumiço foi na reserva indígena Vale do Javari, no Amazonas e as buscas entram no 10º dia, nesta terça-feira (14).

Leia também: 

Indigenista e jornalista inglês desaparecem no Amazonas

Após os rumores que os corpos teriam sido encontrados nesta segunda-feira (13), algo já descartado, segundo um porta-voz da associação indígena União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja).

A Polícia Federal concentra os esforços em áreas próximas ao Rio Itaquaí, onde objetos pessoais dos desaparecidos foram encontrados, nos últimos dias. 

De acordo com a Unijava, Pereira já teria sido ameaçado por madeireiros, garimpeiros e pescadores locais.

Ainda segundo a PF, as buscas continuam em diversas frentes. O último contato com a dupla ocorreu no domingo, 5 de junho. As buscas ao indigenista e ao jornalista reúnem, além da Polícia Federal, o Exército, a Marinha e a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas.

“Além dos esforços concentrados no referido local, as buscas continuaram em outras áreas do Rio Itaquaí, e as investigações continuam sendo realizadas de forma técnica, sem que esforços materiais e humanos sejam poupados para a completa elucidação dos fatos”, frisa a Polícia Federal.

+ ICMS: Estados pedem compensação por perda de arrecadação

+ Selic: taxa pode cair após nova reunião do Copom

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Augusto Xavier da Silva, garante, em nota, que o órgão tem “trabalhado intensamente nas buscas” aos desaparecidos.

“A fundação apoia as buscas de forma incessante desde que foi informada do desaparecimento, sendo que quatro embarcações são empregadas nos trabalhos, com o envolvimento de 14 servidores. Os pertences das vítimas foram encontrados com auxilio dos servidores da Funai em campo”, afirmou.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS