Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
INQUÉRITO CONCLUÍDO

Anestesista sedou mulher sete vezes durante estupro em parto

Conclusão de inquérito sobre o caso também mostra que Giovanni Quintella iniciou o estupro 50 segundos após o marido da vítima deixar a sala de parto.

quarta-feira, 20/07/2022, 12:09 - Atualizado em 20/07/2022, 12:08 - Autor: Com informações do Metrópoles

Google News

Giovanni Quintella Bezerra sedou grávida sete vezes em estupro, conforme apontam as investigações.
Giovanni Quintella Bezerra sedou grávida sete vezes em estupro, conforme apontam as investigações. | Reprodução

Em menos de 10 dias, a Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu o inquérito que apura a conduta criminosa do anestesista Giovanni Quintella Bezerra, flagrado estuprando uma mulher durante um parto dentro do hospital.

Após as investigações, a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de São João de Meriti, no Rio de Janeiro, divulgou o inquérito policial que indicou que o médico aplicou medicação, provavelmente sedativa, sete vezes na paciente estuprada.

Veja também:

Mulher expõe "gosto ruim na boca" após parto com anestesista

MP denuncia médico anestesista por estupro de vulnerável

Conforme o laudo, os medicamentos usados foram cetamina e propofol. O inquérito também aponta que Bezerra começou a cometer o crime 50 segundos após o marido da vítima deixar a sala do parto.

O estupro durou 9 minutos e 5 segundos. Foram ouvidas, ao todo, 19 pessoas na investigação. A perícia ainda afirma que a gravação feita pela equipe médica é íntegra, não tendo cortes ou edição.

A Polícia Civil ainda investiga mais outros 40 possíveis casos de estupro de pacientes do anestesista.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS