Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
MINAS GERAIS

Vice-prefeito é preso após dar tapas em bumbum de faxineira

Ele passou por audiência de custódia, pagou fiança e foi solto nesta sexta (22)

sexta-feira, 22/07/2022, 20:52 - Atualizado em 22/07/2022, 20:52 - Autor: Leonardo Augusto/Folhapress

Google News

Anderson Sousa ainda teria o costume de beijar no pescoço de servidoras
Anderson Sousa ainda teria o costume de beijar no pescoço de servidoras | Reprodução

O vice-prefeito de Mateus Leme (MG), Anderson Wester de Sousa, 54, foi preso em flagrante nesta quinta-feira (21) por importunação sexual depois de dar tapas nas nádegas de uma servidora dentro da prefeitura.

Ele passou por audiência de custódia, pagou fiança e foi solto nesta sexta (22).

A reportagem não conseguiu contato com o vice-prefeito. A assessoria de imprensa do município disse que ele e seu advogado não se posicionariam.

A servidora que fez a denúncia é faxineira e copeira no prédio em que funciona a prefeitura. Ela contou à polícia que estava varrendo a cozinha por volta das 8h30 desta quinta quando Sousa deu dois tapas nas nádegas dela.

A mulher, que tem 44 anos, disse que já havia repreendido Sousa, pois não foi a primeira vez que ele agiu dessa forma.

A servidora afirmou que o vice-prefeito também costumava cumprimentar com beijo no pescoço. E que também fazia isso com outras pessoas que trabalham prefeitura.

A faxineira se dirigiu à polícia logo depois dos tapas. Ao saber que a mulher tinha ido prestar queixa, o vice-prefeito se apresentou na delegacia da cidade, afirmou ser homossexual e que tinha por hábito cumprimentar as servidoras com tapa nas nádegas. Frisou, porém, que fazia isso de forma respeitosa.

Duas testemunhas confirmaram a versão da faxineira, e o vice-prefeito foi preso. "Após análise dos fatos, a autoridade policial ratificou a prisão em flagrante do suspeito, que foi encaminhado ao sistema prisional e ficou à disposição da justiça", diz nota divulgada pela Polícia Civil.

Em nota enviada à reportagem, a prefeitura disse que a servidora e o vice-prefeito continuam cumprindo suas funções normalmente no Executivo e trabalharam nesta sexta (22).

"O caso está em sigilo e segredo de justiça. Caberá ao judiciário a palavra final. A atual administração municipal se colocou à disposição do fato ocorrido e que a verdade seja esclarecida", afirmou a prefeitura, no comunicado.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS