plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 33°
cotação atual R$


home
CALAMIDADE NO RS

Enem dos Concursos pode ser adiado após pedido de governador 

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, fez o pedido por conta da situação climática no Estado, e afirmou que a população gaúcha não pode ser "punida" pelo que está acontecendo em várias cidades do RS nos últimos dias

twitter Google News
Imagem ilustrativa da notícia Enem dos Concursos pode ser adiado após pedido de governador  camera Leite afirma que a população do RS não pode ser prejudica pelas condições climáticas que assolam o Estado. | Antonio Cruz/Agência Brasil

Um dos assuntos mais repetidos nos últimos dias no Brasil é o Concurso Unificado, também chamado de Enem dos Concursos, e que tem por finalidade concentrar em uma só prova as oportunidades que muitos brasileiros esperam de entrar no serviço público. Após muitas expectativas, o dia do certame, marcado para o próximo domingo (5) pode ser adiado.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), disse, nesta quarta-feira (1º), que irá pedir o adiamento do Concurso Nacional Unificado (CNU), o "Enem dos Concursos", ao governo federal. As provas estão marcadas para serem aplicadas em todas as capitais e outras cidades do Brasil.

“Vamos recomendar ao governo federal que seja contornada essa situação. Esse concurso ficou completamente inviabilizado nos próximos dias, no final de semana, para a população gaúcha. Nós vamos solicitar que seja encaminhado algum tipo de solução para o CNU”, afirmou Leite a jornalistas.

O governador fez o pedido por conta da situação das chuvas no Rio Grande do Sul, e afirmou que a população gaúcha não pode ser "punida" pelas condições climáticas que o estado vive atualmente.

“Não tenho condições de avaliar qual. Mas tenho confiança de que será dada alguma solução pelo governo federal para não punir a população gaúcha que pretendia participar do concurso e que vai ter restrições por conta das condições climáticas”, declarou Eduardo Leite.

Mortes

Já são 114 cidades atingidas com as fortes chuvas e enchentes. O número de pessoas desalojadas passava dos 3 mil e o de mortos, 13. De acordo com Leite, 19.110 gaúchos já foram afetados de alguma forma com as fortes chuvas.

Visita de Lula

Após solicitar ajuda do presidente Lula, Eduardo Leite recebeu a visita do chefe do executivo nesta quinta-feira (2), que fez um sobrevoo na cidade de Santa Maria, que registra o maior número de mortos no Estado.

Lula afirmou ao governador gaúcho que o Ministério da Defesa tem oito aeronaves disponíveis para enviar ao Rio Grande do Sul que aguardam melhora do tempo para decolar.

Já Leite, saiu de Porto Alegre para encontrar o presidente e fazer “mais que um simples sobrevoo”

“Estamos indo para Santa Maria encontrar o presidente Lula, que está chegando ao Rio Grande do Sul. Mais do que ser um momento para sobrevoo simplesmente, e é isso que estamos trabalhando, (é um momento) de articulação para a mais absoluta perfeita sintonia possível entre as Forças Armadas e o estado do Rio Grande do Sul para fazer o resgate das pessoas. Esse é o nosso foco nesse momento e a gente precisa colocar força total. Nesse momento as aeronaves do Exército que deveriam chegar ontem, ainda não conseguiram chegar ao Rio Grande do Sul, mas já chegaram a aeronave de São Paulo”, disse.

Comitiva presidencial

Na comitiva presidencial, diversas autoridades acompanham a agenda, a exemplo do ministros das Cidades, Jader Filho, ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima Mariana Silva, o chefe da pasta de Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, dentre outros.

Previsão do tempo

De acordo com o especialista da MetSul, Estael Sias, em entrevista ao jornal O Globo, as condições climáticas devem se agravar no final de semana.

“As mais recentes projeções de chuva dos modelos numéricos, atualizadas no começo desta quarta-feira, sugerem um cenário dramático para o Rio Grande do Sul com acumulados extremamente altos de precipitação nas regiões mais castigadas por cheias e inundações, o que provocará uma situação de desastre de grandes proporções no estado gaúcho", analisa a especialista.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Notícias Brasil

    Leia mais notícias de Notícias Brasil. Clique aqui!

    Últimas Notícias