Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Devotos se despedem do Círio 2021. Veja a programação!

Para muitos deles, o sentimento que fica é o de gratidão, sobretudo em função da saúde, por terem vencido a covid. Confira a programação de encerramento da festividade.

domingo, 24/10/2021, 08:42 - Atualizado em 24/10/2021, 10:42 - Autor: Suênia Cardoso


Rosilda da Costa e Isabela Patrazana.
Rosilda da Costa e Isabela Patrazana. | Mauro Ângelo/Diário do Pará

Os devotos de Nossa Senhora de Nazaré se preparam para se despedir da festividade com o sentimento de gratidão. Na segunda-feira (25), haverá a subida da imagem original da santa ao Glória e missa alusiva ao Recírio, às 7h. As vivências deste período, no entanto, continuarão até o próximo ano, como acredita a aposentada Rosilda da Costa, de 92 anos.

“Espero, primeiramente, que termine toda essa pandemia, e se Deus quiser, no próximo Círio, que tudo esteja um pouco mais normalizado. Acho que ainda vai ser restrito, mas espero que tenha procissão, com a santa pelas ruas, e não no helicóptero, pois imagino que é isso o que as pessoas estão precisando”, declarou, acompanhada da neta, a professora de inglês, Isabela Patrazana, 24. “Eu já acho que pode voltar a procissão, mas talvez não seja tudo liberado. Devem aguardar um pouco e precisamos ter paciência”, disse Isabela, em frente a Basílica Santuário, após amarrar algumas fitinhas como forma de agradecimento.

Igeprev suspende mil pensões e aposentadorias irregulares

Covid-19: aumenta circulação de subvariante Delta em Belém

Para este Recírio, a família pretende continuar acompanhando as programações pela televisão. E o Círio, para elas, vai ficar na memória como uma celebração diferente, mas regada a fé e devoção. “No domingo do Círio vim até a Basílica ver a imagem peregrina e minha avó acompanhou tudo pela TV, a missa, a esquadrilha da fumaça e o sobrevoo da santa”, contou a professora. “Nesse intervalo de festividade também visitei a Feira de Artesanato do Círio e tirei algumas fotos”, complementou Rosilda.

Com um terço nas mãos, a dona de casa Elilma Souza, 56 anos, reservou a manhã de terça-feira (19), para visitar a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré na Praça Santuário. Para ela, este foi mais um momento em que pode expressar a sua fé diante de Nossa Senhora e agradecer pela vida e pela saúde. “Foi um ano difícil de pandemia e não vim no dia do Círio ver a santa para evitar aglomerações. Hoje agradeci pessoalmente a ela, rezando um terço diante da imagem, que foi uma promessa que fiz. Também imaginei que estaria mais tranquilo para pedir as bênçãos da Mãezinha”, contou. Na segunda-feira (25), Elilma pretende acompanhar a despedida da festividade presencialmente e não pela televisão, como disse ter feito durante quase todo o Círio. “Vou me programar para chegar cedo, junto com o meu esposo, quando ele sair para trabalhar”, adiantou.

A atmosfera do Círio também se fez presente na vida de Miguel Arias, de 2 anos. Com a mãe, a dentista Marcela Arias, 34, ele vivenciou um pouco da experiência junto à imagem peregrina no entorno da Basílica. Pelo fato de ser ainda pequeno, Marcela optou por não ir até a Basílica no domingo do Círio e porque imaginou que estaria lotado de devotos. “Viemos somente no sábado a tarde, fizemos nossa oração e depois fomos à Praça da República para comprar alguns brinquedos de miriti. Hoje (19), o trouxe para que pudesse ver de perto a imagem. Nosso propósito neste Círio é agradecer e inseri-lo nesse clima da festa. Em outro Círio, quando ele tinha ainda cinco meses, eu o trouxe também, mas ele não entendia as coisas por ser muito novinho”, contou.

Já emocionada, a dentista ainda relembrou os momentos difíceis durante o pico da pandemia do novo coronavírus e disse que só tinha a agradecer por estarem todos vivos. “Mesmo com a pandemia, não tivemos perdas na família, mas eu, meu filho e marido fomos acometidos pela doença. Mas meus pais não tiveram, mas foi um período difícil, principalmente porque eu sou da área da saúde, então ficamos muito tempo sem poder vê-los e hoje sou só gratidão por todos estarmos bem e vivos”. Neste Círio, Marcela também assistiu as programações pela televisão e, aos poucos, tem voltado a participar de missas presenciais.

Tendo a fé como suporte para a vida, as irmãs Maria de Fátima Pedreira, 66 anos, e Maria de Lourdes Pedreira, de 64, aproveitaram um momento com Nossa Senhora para estender a gratidão pela saúde. Elas optaram por visitar a imagem peregrina em um dia considerado mais convidativo, sem muita aglomeração. “Tivemos covid e achamos melhor vir hoje para ver a imagem e nos despedirmos do Círio. O objetivo é somente agradecer porque só quem teve a doença sabe o quanto é difícil”, ressaltou Lourdes. Em março deste ano, Fátima ficou internada e Lourdes teve um quadro menos grave da doença, porém, ainda assim, exigiu dela muitos cuidados. “É uma doença em que, se você não morre, fica com sequelas, fica traumatizado. Então, estamos aqui para agradecer pela vida. Só tendo muita fé para suportar o que passamos, por tanto sofrimento. Esse momento todo que estamos vivendo também mexe muito com tudo e é necessário ter uma boa estrutura emocional. Se possível, apoio profissional, e claro, a fé, que é o alimento espiritual indispensável. Sem fé é como se você estivesse em cima de um barco pronto para afundar”, declarou Lourdes.

Já a devota Antônia Lisboa, 61 anos, foi à Praça Santuário visitar a imagem peregrina para pagar uma promessa. Acometida pela covid este ano, a doméstica perdeu grande parte dos cabelos e resolveu cortar um pedaço para entregar como voto à Mãezinha. “Depois da covid passava a mão e caía aos montes. Então fiz um voto à Nossa Senhora, cortando e deixando uma parte com ela”, explicou. Durante a festividade, Antônia disse ter visto a imagem peregrina no sábado do Círio, porém, nas demais programações se manteve em casa. “Só tenho a agradecer por este Círio, a Deus e a Nossa Senhora por mais um ano de graça e de bênçãos na nossa vida. Eu chorei muito nesta festividade, me emocionei, cantei, louvei e agradeci por estar viva. E que no próximo ano todos os devotos possam estar juntos de Nossa Senhora”, declarou.

PROGRAMAÇÃO

- Até 24 de outubro:

Exposição da berlinda na Praça Santuário com visitação da imagem peregrina, das 07 às 22hs

- 24 de outubro

Missa de Encerramento na Basílica Santuário, às 18h. Após a missa, será realizada uma projeção de vídeo mapping na fachada da Basílica de Nazaré pelo projeto “Cores, Sons e Sensações”. O espetáculo é aberto ao público e acontece às 21h20. A realização é do VJ Lobo e da Amplicriativa, com apoio institucional da Basílica de Nazaré e da Diretoria da Festa de Nazaré. É uma técnica de projeção que consiste em programar conteúdos audiovisuais para serem projetados em objetos e superfícies como fachadas de prédios e monumentos. Durante a projeção será anunciado o tema do Círio 2022.

O espetáculo de fogos deve durar cerca de 7 minutos e vai colorir o céu de várias cores. Os fogos serão instalados na área do estacionamento do Centro Social de Nazaré, atrás do Arraial.

Para garantir a segurança do encerramento da festa, o Arraial de Nazaré será fechado ao público a partir das 20h30, assim como toda a área do estacionamento. Será reaberto somente na segunda, a partir das 17h, encerrando na terça, dia 26.

- 25 de outubro

Subida da imagem original ao Glória e missa alusiva ao Recírio, às 7h.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS