Diário Online
SAÚDE

Estresse está relacionado ao aparecimento de cabelos brancos; diz ciência

quarta-feira, 22/01/2020, 17:28 - Atualizado em 22/01/2020, 17:28 - Autor: Com informações Portal do Holanda

Google News

Carmundongos observados antes e depois do estudo.
Carmundongos observados antes e depois do estudo. | Reprodução

A relação entre estresse e cabelos brancos não ligados ao envelhecimento, mas essa conclusão ainda não tinha sido descrita pela ciência. Após testes com cobaias, um grupo de pesquisadores da Universidade de Harvard não só comprovou a ligação como desvendou o mecanismo que faz com que situações estressantes desencadeiem o aparecimento dos fios brancos.

Segundo o estudo, que contou com a participação de um pesquisador brasileiro, o estresse interfere no processo de produção das células responsáveis pela pigmentação dos cabelos. Sem elas, os novos fios nascem brancos. E o processo é irreversível. A pesquisa foi publicado nesta quarta-feira (22), na revista científica Nature.

"Existe um mito popular de que o estresse causa cabelo branco, uma aceleração do branqueamento do cabelo. Há relatos na história de pessoas que sofreram um estresse muito grande e ficaram cabelo branco, como Maria Antonieta, após ser capturada na Revolução Francesa, mas não havia nenhuma evidência científica de que isso acontece", afirmou Thiago Mattar Cunha, pesquisador e professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

O pesquisador explica ainda que, quando há uma situação de estresse, ocorre a ativação do sistema nervoso simpático, que é de luta e fuga. É ele que faz aumentar a frequência cardíaca e a irrigação dos músculos, mecanismos importantes caso uma pessoa precise lutar ou fugir em uma situação de risco.

"O que a gente observou nesse caso é que o estresse leva a uma elevação simpática (ativação do sistema nervoso simpático), e o folículo do pelo é irrigado por esse sistema. O folículo está cheio de células-tronco, que dão origem às celular que produzem o pigmento que dá coloração ao cabelo. A noradrenalina liberada (pelo estresse) diferencia as células-tronco, e elas perdem a capacidade de produzir as células de pigmento", explica o pesquisador.

A partir desse processo, todos os novos fios que nasceram nas cobaias eram brancos. 

"A gente sacramentou que era realmente relacionado ao estresse. Todo o estudo foi feito com animais, mas é bem provável que esse mecanismo também ocorra em seres humanos. A gente acredita que é um mecanismo compartilhado com outras espécies."

Nos animais, o processo ocorreu em quatro semanas. Porém, segundo o especialista, não é possível estimar em quanto tempo transcorre em humanos, tendo em vista outros fatores podem estar associados, como a questão genética.

A parte do estudo realizada no Brasil foi feita com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS