plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 33°
cotação atual R$


home
O BRASIL VIU

Assédio, importunação sexual ou cantada? Saiba a diferença

O assunto repercutiu nas redes sociais após Alane, do BBB 24, dizer que foi assediada por Juninho durante uma festa.

twitter Google News
Imagem ilustrativa da notícia Assédio, importunação sexual ou cantada? Saiba a diferença camera Juninho e Alane conversaram durante uma festa no BBB 24 | Reprodução

Na última semana, uma pauta levantada no BBB 24 virou assunto nas redes sociais e nas ruas pelo Brasil. A paraense Alane Dias disse que teria sido vítima de assédio por parte de Juninho, eliminado na noite da última terça-feira (6).

Durante uma festa, os dois conversavam quando Juninho disse que "pegaria" a sister do lado de fora da casa. Alane se sentiu mal com o comentário, além de outros toques e olhares que o brother teria dado ao longo da noite. O tema repercutiu dentro e fora da casa mais vigiada do Brasil. Foi preciso que o apresentador Tadeu Schmidt informasse que não houve algum tipo de abuso na situação.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:

Assédio, importunação sexual ou "cantada"?

A influencer Fayda Belo, advogada especialista em crimes de gênero, publicou um vídeo explicando a diferença entre as três situações. Segundo ela, assédio é toda a conduta de conotação sexual que invade a esfera da liberdade sexual da mulher, já o crime de assédio pode ocorrer quando o assediador usa de um cargo superior a alguém exigindo troca de favores sexuais.

A importunação sexual é quando há a prática de ato libidinoso com alguém sem o consentimento da outra pessoa. Ou seja: uma "alisada", uma "encoxada", um beijo roubado ou um comentário invasivo de cunho sexual são exemplos do que pode ser configurado como crime de importunação sexual.

Quer mais notícias de elas? Acesse nosso canal no WhatsApp

Por fim, a "cantada" ou o flerte, são elogios e comentários não invasivos como falar sobre a beleza, demonstrar interesse ou beijar alguém com consentimento.

A advogada deixa claro ainda que o que a vítima sente é importante, sim, mas alerta que por isso é preciso ter "honestidade quando falar de crime de importunação sexual".

Assista ao vídeo de Fayda e entenda um pouco mais sobre o assunto:

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Elas

    Leia mais notícias de Elas. Clique aqui!

    Últimas Notícias