Diário Online
Notícias / Marabá
MARABÁ

Chuvas e cheias dos rios deixam 700 famílias desabrigadas

Há previsão de que os rios Tocantins e Itacaiúnas continuem subindo de nível e a situação pode se agravar. Representantes dos órgãos de Segurança Pública do Pará se reuniram para detalhar estratégias de atendimento e distribuição de 2,5 mil kits de ajuda humanitária

sábado, 08/01/2022, 23:04 - Atualizado em 08/01/2022, 23:03 - Autor: ( com informações da Agência Pará )


Imagem ilustrativa da notícia: Chuvas e cheias dos rios deixam 700 famílias desabrigadas
| Agência Pará

As chuvas que atingem a região de Marabá, no Sudeste do Pará , já deixaram 700 famílias desabrigadas por causa das cheias. 

Diversas ruas da Velha Marabá estão completamente debaixo d'água. O nível dos Rios Tocantins e Itacaiúnas está mais de 11 metros e meio acima da média. Os desabrigados foram levados para abrigos montados pela prefeitura.

De acordo com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), na semana que vem as chuvas devem continuar intensas na região. Com isso, os níveis dos rios devem continuar acima de dez metros pelos próximos dias.

Representantes dos órgãos de Segurança Pública do Pará se reuniram na sexta-feira (7) para detalhar estratégias de atendimento e distribuição de 2,5 mil kits de ajuda humanitária às famílias atingidas pelas enchentes dos rios Tocantins e Itacaiúnas, na região Sudeste.

Nesta quinta-feira (06) foi feito um sobrevoo entre a área urbana do município de Marabá até a barragem da Usina Hidrelétrica de Tucuruí (UHT), onde estão as áreas atingidas pelas cheias, com o objetivo de fazer levantamento fotográfico que subsidiará o plano de ação para enfrentar os danos identificados.

Reuniões serão realizadas por técnicos da Defesa Civil Estadual e Municipal, juntamente com outros órgãos envolvidos, para providenciar ajuda humanitária e avaliar a possibilidade da construção de mais abrigos para receber famílias que precisaram deixar suas casas.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS