Diário Online
Notícias / Marabá
CRIANÇA ASSASSINADA

“Amarrou e ficou batendo nele”, relata menino sobre morte

Meninos de 9, 11 e 12 anos são apontados como suspeitos do crime e prestaram depoimento horas após o acontecimento

quinta-feira, 17/03/2022, 21:47 - Atualizado em 17/03/2022, 22:35 - Autor: DOL

Google News

Garoto de 5 anos teria sido arremessado de uma represa
Garoto de 5 anos teria sido arremessado de uma represa | Reprodução

A morte de um garoto de 5 anos, Júlio Henrique de Miranda, em Marabá, sudeste paraense, que teria sido amarrado, espancado e arremessado a uma represa, choca e assusta a todos diante os requintes de crueldade que estão atualmente sendo investigados pela 21ª Seccional de Polícia Civil.

Enquanto uma mãe carregava pelas ruas o corpo do filho, encontrado morto às margens da represa na cidade, moradores nutriram profunda revolta pelos suspeitos, apontados como três meninos de 9, 11 e 12 anos que prestaram depoimento horas após o acontecido.

O DOL teve acesso aos relatos de duas crianças. No primeiro, a criança de 11 anos, ao ser questionada sobre o crime, responde que seu “idealizador” seria a criança de 12, que imediatamente rebate as acusações.

“Não fui eu, não. Eu cheguei da escola, fui para casa e depois que eu fui saber. Eu não joguei ninguém de represa, não! Pode perguntar para o meu avô e para minha mãe”, negou o menino, afirmando ainda que não chegou a se envolver com os demais.

O testemunho, porém, foi contra-argumentado pela criança de 11 anos, que insistiu com as acusações, oferecendo detalhes às autoridades. “Quem jogou a criança?”, questionou o policial. “Foi ele”, afirma o menino de 11 para o de 12. “Ele amarrou e ficou batendo nele”, explica em seguida. O policial pergunta quem teria jogado o garoto de 5 anos, momento em que a criança responde que teria sido o menino de 9 anos.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS