Notícias / Mundo-Notícias
ALERTA

Covid-19: Reino Unido afirma que nova variante do vírus é mais mortal que o original

Premiê britânico também disse que as vacinas Pfizer e Oxford permanecem eficazes contra a variante antiga e a nova

sexta-feira, 22/01/2021, 16:41 - Atualizado em 22/01/2021, 16:43 - Autor: Tomas Tavares


A nova cepa do novo coronavírus que surgiu em Kent, no Reino Unido, ano passado, é mais mortal que a original, confirmou o Primeiro Ministro Boris Johnson, nesta sexta-feira, 22. As notícias são do jornal inglês Metro.

“Agora também parece que há alguma evidência de que a nova variante - que foi identificada pela primeira vez em Londres e no sudeste - pode estar associada a um grau mais alto de mortalidade”, disse o premiê britânico em entrevista coletiva em Downing Street.

Veja mais:

Nova variante do coronavírus pode estar circulando em Belém

Covid-19: Brasil deve enfrentar pior fase da pandemia com vírus mais infeccioso



“É em grande parte o impacto desta nova variante que significa que o NHS [Serviço Nacional de Saúde] está sob pressão intensa com outros 40.261 casos positivos desde ontem, temos 38.562 pacientes da Covid agora no hospital - isso é 78% maior do que o primeiro pico em abril”, acrescentou.

Anteriormente, o Grupo de Aconselhamento sobre Ameaças de Vírus Respiratórios Novos e Emergentes (Nervtag) já havia dito à ITV que a cepa mutante pode ser um pouco mais letal do que a cepa original.

“Quatro grupos - Imperial, LSHTM, PHE e Exeter - analisaram a relação entre pessoas com teste positivo para a variante com pessoas com cepas antigas e o risco de morte - que sugere um risco 1,3 vezes maior de morte. Portanto, para pessoas de 60 anos, 13 em 1000 podem morrer, em comparação com 10 em 1000 para as cepas antigas”, afirmou o professor Neil Ferguson.

UMA NOTÍCIA BOA...

Boris Johnson também trouxe certo alivio durante o pronunciamento ao dizer que as vacinas Pfizer e Oxford permanecem eficazes tanto contra a nova variante quanto a antiga. Ele também anunciou que 5,4 milhões de britânicos já receberam a primeira dose do imunizante.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS