Notícias / Mundo-Notícias
ERRO MÉDICO

Jovem declarado morto em hospital apresenta sinais vitais minutos antes da autópsia

Vítima de acidente rodoviário, o rapaz foi transferida de hospital particular para público, onde foi atestado o óbito

segunda-feira, 08/03/2021, 15:48 - Atualizado em 08/03/2021, 15:48 - Autor: Com informações R7


Jovem declarado morto em hospital na Índia apresentava sinais vitais antes da autópsia
Jovem declarado morto em hospital na Índia apresentava sinais vitais antes da autópsia | REPRODUÇÃO/VÍDEO/TIMES OF INDIA

Um jovem indiano foi declarado morto por funcionários de um hospital público da cidade de Mahalingpur. No entanto, alguns instantes antes de ser enviado para a autópsia, ele ainda apresentava sinais vitais.

De acordo com o site de notícias The News Minute, Shankar Shanmukh Gombi, de 27 anos, estava internado em um hospital particular de Belgaum, desde o último sábado (27). O rapaz havia sofrido um traumatismo craniano após um grave acidente rodoviário.

Desde então, Shankar ficou internado inconsciente, enquanto recebia tratamento. Os médicos do hospital chegaram a deligar o suporte básico de vida do paciente, ao alegarem que ele não sobreviveria. Sendo assim, a família do jovem foi obrigada a transferir o corpo dele para o hospital governamental de Mahalingpur, onde seria realizada a autópsia, depois de atestado o óbito.

Segundo os familiares, o procedimento seria realizado por um profissional designado pela família, identificado como SS Galgali.

"Quando cheguei a Mahalingapur, o 'corpo' ainda não tinha chegado", lembrou o médico, em entrevista ao The News Minute, "liguei para a família e perguntei se Shankar estava respirando, eles disseram que não sabiam e que ele usava um respirado artificial."

Horas antes, segundo os familiares, funcionários do hospital declararam Shankar morto. Mas, houve uma reviravolta quando o corpo chegou para a autópsia: "Um oficial sênior da sala de autópsia, que se preparava para o procedimento, disse ter observado movimentos", afirmaram parentes.

Foi então que Galgali entrou no local e pediu para retirar o respirador do paciente: "Depois de um tempo, ele começou a respirar sozinho e a movimentar as mãos."

Após constatar sinais vitais, Shankar foi novamente internado em um hospital particular. A expectativa é que ele se recupere dos traumas.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS