Diário Online
Notícias / Mundo Notícias
CRISE SANITÁRIA

Hospitais japoneses sofrem sobrecarga em 7ª onda de Covid-19

País asiático registrou mais de 210 mil novos casos da doença apenas nas últimas horas.

quinta-feira, 28/07/2022, 08:44 - Atualizado em 28/07/2022, 11:20 - Autor: Com informações da Agência Brasil

Google News

Japoneses tem vivivo aumento de casos de covid-19, além de complicações por conta do clima quente
Japoneses tem vivivo aumento de casos de covid-19, além de complicações por conta do clima quente | Reprodução/Picture Alliance

Apesar do relaxamento das restrições sanitárias e de medidas contra a propagação da Covid-19 no Brasil, em muitos outros países a situação ainda é preocupante.

No Japão, por exemplo, que vive a 7ª onda de infecções pelo vírus Sars-CoV-2, médicos e auxiliares enfrentam dificuldades para lidar com a disparada de casos.

Veja também:

Varíola dos macacos: transmissão ocorre durante o sexo

Médicos anunciam 4º paciente curado do HIV no mundo

Neste mês de julho, há a tendência do país asiático registrar um recorde de novos casos com o anúncio de mais números sem precedentes em várias partes do Japão.

Nas últimas horas, foi divulgado o registro de mais de 210 mil novos casos. Vinte e cinco das 47 províncias tem dados alarmantes nunca vistos antes, desde o início da pandemia.

A concentração maior de casos é na capital, Tóquio. O governo metropolitano anunciou cerca de 30 mil casos com aumento de 40% nos últimos sete dias.

A disparada dos números prejudica os serviços de transporte de emergência na cidade.

CLIMA

Segundo autoridades, em meio ao calor, as equipes de emergência têm encontrado dificuldade para encontrar leitos hospitalares disponíveis.

Ao mesmo tempo, é necessário atender um número crescente de pessoas que sofrem de exaustão por conta das altas temperaturas desta época do ano.

No entanto, o governo japonês afirma ser desnecessária mais uma série de medidas de restrição de atividades de negócios e empresas, pois permanece baixa a quantidade de casos graves e mortes.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS