plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 25°
cotação atual R$


home
PREVENÇÃO

Saiba como evitar carrapatos do seu bichinho de estimação 

Como ele se tornou um parasita urbano, nos períodos mais quentes do ano os cuidados devem ser redobrados, pois é no calor que as infestações aumentam.

Imagem ilustrativa da notícia Saiba como evitar carrapatos do seu bichinho de estimação  camera Divulgação

Carrapatos são ectoparasitas hematófagos que se instalam em cães, gatos e até seres humanos e, são fatores preocupantes para os tutores de animais domésticos o tempo todo. Se você está enfrentando este problema com o seu bichinho de estimação, abaixo segue dicas de agir corretamente com o seu pet e prevenir carrapatos.

Como ele se tornou um parasita urbano, nos períodos mais quentes do ano os cuidados devem ser redobrados, pois é no calor que as infestações aumentam. Segundo os especialistas, no inverno eles levam até 140 dias para chegar à fase adulta, enquanto no verão cai para 10 dias.

A veterinária e coordenadora Aline Molina, da Clínica Médica do Hospital Veterinário Nova Campinas, alerta. “Além do incômodo da picada na pele, que provoca coceira e dermatites, o maior problema são as hemoparasitoses, ou doenças que ele transmite", alertou.

Leia mais:

"Creche para pets" cresce em Belém do Pará

Gato vomitando bolas de pelo indica problemas de saúde

Em alguns casos a contaminação provoca inapetência, febre, vômito e diarreia, comprometendo a fisiologia animal e afetando baço, rins e fígado, podendo levar à morte se não tratada a tempo.

Saiba como agir corretamente

A veterinária ensina colocar o pet sobre um tecido branco para escovar o pelo, observando se eles caem. “Também é bom abrir o pelo e massagear a pele para sentir se não tem bolinhas”, diz.

Se encontrou, segundo ela, é preciso tirar, mas sem puxar direto porque as garras do parasita ficam e vai continuar coçando. Ela orienta que pegue um algodão embebido em vinagre e vá massageando o local onde ele está e torça para retirar. "E nada de banhos com água e vinagre ou fórmulas caseiras, porque podem intoxicar o bichano", explica.

Ainda de acordo com a especialista, outras maneiras de evitar infestações são as medicações em coleiras, em pipetas transdermais, ou pastilhas orais. Estudos indicam que apenas 5% dos carrapatos presentes no ambiente vão para o animal. Por isso é preciso uma boa limpeza local para evitar a recontaminação, usando sprays ou antiparasitários diluídos para lavar o ambiente.

Como prevenir

- Escovar e dar banhos regularmente

- Vistoriar orelhas, entre os dedos, axilas e pescoço

- Observar coceiras e irritações na pele

- Evitar deixá-los rolar na grama de parques

- Realizar visitas periódicas ao veterinário

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Papo de Pet

Leia mais notícias de Papo de Pet. Clique aqui!

Últimas Notícias