plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 27°
cotação atual R$


home
CONFIRA!

Dicas para a sua viagem ao Egito

O Egito sempre foi um destino bastante procurado pelos brasileiros, afinal o país é extremamente rico historicamente e oferece grandes experiências culturais aos seus visitantes. A civilização antiga, as histórias bíblicas e as famosas e mundialmente c

Imagem ilustrativa da notícia Dicas para a sua viagem ao Egito camera Pete Linforth/Divulgação

O Egito sempre foi um destino bastante procurado pelos brasileiros, afinal o país é extremamente rico historicamente e oferece grandes experiências culturais aos seus visitantes. A civilização antiga, as histórias bíblicas e as famosas e mundialmente conhecidas múmias e pirâmides despertam a curiosidade das pessoas de todo o mundo, incluindo nós brasileiros.

Porém, como é um país com uma história recente conturbada, principalmente no campo da política, várias pessoas já desistiram de conhecer as maravilhas do lugar por um “pré-conceito” criado. Mas, visitando na época correta e seguindo as dicas básicas a experiência pode ser maravilhosa. Por isso preparamos esse artigo com alguns dos motivos que você deve ter em consideração na hora de escolher o seu próximo destino e , claro, colocar o Egito nas suas opções.

O que fazer no Egito

Se você é daqueles que realmente gosta de locais com muitas opções turísticas então o Egito é perfeito para você. A maior parte das atrações turísticas está ligada à cultura e história do país, então se prepare para visitar locais inesquecíveis.

A Grande Esfinge de Gizé é um desses exemplos, com seus majestosos 70 metros de comprimento e 20 metros de largura ela é a maior estátua em monólito de todo o mundo. A construção é extremamente antiga, datada em aproximadamente 2500 a.C., ela guarda segredos e curiosidades muito legais para quem ama roteiros históricos.

Outra visita interessante no Egito é ao templo de Karnak, ele é a construção principal dedicada ao deus Amon-Rá e datada no ano de 360 a.C. O legal desse ponto turístico é que ele fica próximo a outros importantes templos como o de Mut e o de Luxor, ou seja, dá pra fazer um roteiro bem turístico em um dia e visitar os principais templos do país.

Na capital os turistas não podem deixar de ir até o Museu Egípcio, o maior e mais importante de todo o Egito. A construção conta com o mesmo endereço desde 1900, tendo passados por vários reparos que deixaram ainda mais bonita a sua arquitetura. Além disso o local tem nada mais nada menos que 120 mil peças no seu acervo, ou seja, você tem muita coisa para se deslumbrar e conhecer ainda mais a cultura e história local.

Como chegar

Infelizmente ainda não há nenhum voo direto para o Egito saindo do Brasil, todos os voos que chegam até o país são com conexões em outros países. Saindo do Brasil você provavelmente vai pegar conexão com países da Europa e também dos Emirados Árabes Unidos. Então se prepare para algumas boas horas de voo até chegar no destino final.

Hospedagem

Assim como em todos os pontos turísticos você pode se hospedar tanto em hotéis como em hostels, que normalmente são mais baratos que os primeiros. É claro que, dependendo do local escolhido para se hospedar, os preços podem variar bastante.

Se você não abre mão da praticidade de estar perto de tudo e quer ficar no centro em um bom hotel, em Cairo por exemplo, é evidente que ficará bem caro a hospedagem. Há também hostels no centro que custam cerca de R$ 60 (sessenta reais) a diária, já com café da manhã incluso.

Já para os hotéis mais renomados como o Four Seasons Hotel Cairo, junto ao Rio Nilo você terá que desembolsar cerca de R$ 1.075 (mil e setenta e cinco reais) pela diária. Outra opção é o Sofitel Cairo El Gezirah, bastante luxuoso e com uma diária em torno de R$ 520 (quinhentos e vinte reais).

Guias turísticos

Muitas pessoas gostam do espírito de liberdade durante as viagens e, por isso, acabam dispensando o uso de passeios guiados, roteiros pré estabelecidos e os famosos guias. Porém, há alguns países que trazem, naturalmente, restrições para dispensar o guia como é o caso do Egito. Você deve se lembrar sempre que as regras e costumes são bastante diferentes do que você está acostumado e um nativo pode tornar a sua experiência muito melhor do que a “aventura a sós”.

Os passeios guiados assim como os roteiros são de muita valia no Egito. Com eles você vai ter uma segurança maior em relação aos costumes locais, uma assessoria quanto às vestimentas que você deve utilizar para não desrespeitar ninguém e ainda uma ajudinha nas insistências de vendedores chatos ou qualquer outro inconveniente. Ou seja, nunca abra mão dos guias para o seu passeio ser totalmente agradável para você em todos os sentidos possíveis.

E quanto aos roteiros também valem muito a pena pois não tem nada melhor que viajar sem preocupação nenhuma e sem precisar ficar organizando o que vai fazer, como vai para o ponto turístico, como ir embora, etc. Por isso existem vários roteiros e Pacotes Egito para você conseguir tirar o maior proveito dessa experiência. O melhor de tudo é que existem opções para todos os bolsos e gostos, então tem desde o mais econômico ao mais luxuoso, basta você escolher o que mais se adapta ao que você procura.

Quando visitar o Egito

Todos nós sabemos que o Egito é conhecido pelas suas altas temperaturas então é preciso saber as melhores e piores épocas, relacionadas ao clima, para fazer a sua viagem.

Os piores períodos para a visitação são entre os meses de maio a outubro onde os termômetros beiram os 40°C sendo extremamente seco e quente o clima. Por isso é aconselhável evitar essa época pois a temperatura pode ter um problema sério acabando inclusive com a sua sonhada viagem.

Já entre os meses de novembro a abril é a melhor época para fazer uma visitinha às pirâmides, o clima é mais ameno e o calor mais suportável. Mas vale salientar que na primavera egípcia, que ocorre em abril, acontece um fenômeno bastante particular chamado de siroco. O siroco nada mais é que ventos quentes que provocam tempestades de areia e aumentam bastante e repentinamente a temperatura.

A moeda do Egito

Para quem não sabe o país trabalha com a libra egípcia, uma moeda bastante particular e bem desvalorizada. A libra, hoje em dia, equivale a cerca de R$ 0,25 (vinte e cinco centavos). Ou seja, um realzinho no Egito acaba virando 4,37 EGP.

Se você está com viagem marcada para o país a melhor opção é comprar, no Brasil, dólares americanos ou euros pois são mais fáceis de trocar nas casas de câmbio do Egito. Não tente ir com reais porque enfrentará dificuldade para trocar a moeda.

O Visto

A dúvida de muitos brasileiros que viajam para fora do Brasil é se o país precisa de visto, é claro que a dúvida também se aplica ao Egito. E a resposta é SIM, você, brasileiro, precisa sim de um visto para conseguir entrar no Egito sem problemas. Para conseguir esse visto você têm duas opções: solicitar o mesmo na embaixada ou no consulado do Egito, aqui no Brasil ou ainda no aeroporto do Cairo durante a sua chegada. Ou seja, se for sem visto ainda dá certo de arrumar dentro do aeroporto e continuar a sua viagem sem maiores problemas.

Quanto ao valor ele gira em torno de US$ 25 (vinte e cinco dólares americanos) e pode ser conseguido de forma bem simples. Depois do pagamento você recebe um adesivo para levar junto ao passaporte para conseguir o carimbo do visto no mesmo. Muito simples e fácil.

Comunicação no Egito

Outra grande dúvida de quem vai visitar o Egito é em relação à comunicação. Para quem não sabe a língua oficial do país é o árabe moderno padrão, porém, o inglês é a língua mais utilizada para o turismo local. Ou seja, se você fala inglês vai se comunicar facilmente com todo mundo que precisar. E uma curiosidade que vale a pena saber é que na maioria dos mercados os vendedores costumam falar várias línguas, afinal é um país extremamente turístico. É possível encontrar vendedores falando até o nosso bom e delicioso português, tentando te convencer, é claro, de levar algum produto para casa.

E se os vendedores de mercado são solícitos e falam qualquer língua para te convencer a comprar o mesmo não acontece com os motoristas de Uber, seguranças e pessoas comuns das ruas que não falam nem sequer inglês, deixando bem difícil a comunicação. Por isso, a recomendação é que você tenha em mãos um celular com um aplicativo de tradução, assim, você consegue se comunicar e conseguir o mais básico que precisar.

Vestimentas no Egito

Como em qualquer outro país com a maioria dos habitantes muçulmanos, os habitantes do Egito usam vestimentas que deixam o corpo menos exposto possível. Isso vale para os moradores locais que usam inclusive burca. É claro que as “regras” não são tão rigorosas para os turistas afinal o país vive do turismo e essas limitações atingiriam diretamente o número de visitantes. Porém sempre é legal ter bom senso até para não ofender as pessoas do país no qual você está.

Para as mulheres os decotes são sempre bons a serem evitados, assim como roupas justas e curtas. Os homens também devem evitar regatas e shorts demasiado curtos. Os cabelos longos também podem ser presos para não ofender os egípcios e os lenços podem e devem ser bastante usados. Lembrem-se que a cultura do país é totalmente diferente do que estamos acostumados e vale o bom senso e respeito aos moradores locais.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Notícias Pará

Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

Últimas Notícias