Notícias / Notícias Pará
INVESTIGAÇÃO

Relatório sobre morte de Isac Tembé será apresentado esta semana

O indígena Isac Tembé foi morto a tiros na noite do dia 12 de fevereiro, em Capitão Poço, no nordeste paraense

quarta-feira, 24/02/2021, 12:51 - Atualizado em 24/02/2021, 17:42 - Autor: Com informações da assessoria


Imagem ilustrativa da notícia: Relatório sobre morte de Isac Tembé será apresentado esta semana
| Reprodução

Um relatório sobre o caso da morte do indígena Isac Tembé, morto a tiros na noite do dia 12 de fevereiro, em Capitão Poço, no nordeste paraense, será apresentado pelo Deputado Bordalo, Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (CDHDC-Alepa), na quinta-feira (25), no auditório João Batista da Alepa.

O relatório é resultado da apuração realizada durante a diligência conduzida pelo parlamentar na última terça-feira, dia 16 de fevereiro, a Capitão Poço até a Aldeia São Pedro, da etnia Tembé Tenetehara. 

Denominado Relatório e Recomendações - Caso Isac Tembé, o documento apresenta considerações e análises a partir dos fatos e depoimentos coletados das lideranças indígenas, familiares da vítima, autoridades policiais locais e visita in loco ao suposto local onde teria ocorrido o homicídio.  

Diante do levantamento e apuração, o relatório apresenta uma série de questionamentos quanto ao suposto socorro da vítima, veracidade do local apontado como cenário dos fatos, uma vez que não foram encontradas cápsulas de projéteis balísticos usados pelos policiais, segundo a perícia conduzida ao local pelo Delegado Heitor no dia 14 de fevereiro de 2021, contudo diversas cápsulas e outros itens foram visualizados pela comitiva no dia da diligência. 

Foram convidados para participar da coletiva de imprensa o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPE), a Defensoria Pública do Estado do Pará(DPE), a Ouvidoria do Sistema de Segurança Pública e Defesa Social (SIEDS), a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), a Polícia Civil (PC), a Diretoria de Polícia Comunitária e Direitos Humanos (DPCDH), a Polícia Militar (PM), a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SEGUP) e a Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SIEDS).

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS