Notícias / Notícias Pará
CAMPANHA

Vacinação em Ananindeua reforça a estratégia de barreira imunológica contra a Covid-19

Governador Helder Barbalho foi ao município acompanhar a imunização de idosos entre 76 e 78 anos, feita com a colaboração das igrejas ao longo da BR-316

quinta-feira, 04/03/2021, 13:25 - Atualizado em 04/03/2021, 13:25 - Autor: Agência Pará


Imagem ilustrativa da notícia: Vacinação em Ananindeua reforça a estratégia de barreira imunológica contra a Covid-19
| Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (04), o governador Helder Barbalho acompanhou a vacinação dos idosos com 76 a 78 anos no município de Ananindeua. O novo lote de vacinas foi disponibilizado para as cidades da Região Metropolitana I (Belém, Ananindeua, Marituba, Santa Bárbara e Benevides), de acordo com a estratégia de imunização do governo do estado de priorizar as áreas com maior pressão no sistema de saúde.

“É fundamental que neste momento possamos construir uma barreira imunológica. Lamentavelmente, o número de infectados se agrava e está em crescente continuidade na Região Metropolitana de Belém. Recebemos na madrugada de quarta-feira um lote de 67 mil doses de vacina e disponibilizamos para os municípios imunizarem os idosos com até 70 anos”, ressaltou o governador.  

O município de Ananindeua avança no cronograma de vacinação e 12.820 novas doses da vacina Coronavac foram disponibilizadas nesta última remessa enviada pelo Ministério da Saúde. De acordo com a prefeitura, o município conta com um esquema escalonado de distribuição para evitar aglomerações e manter o conforto do público. Desse modo, a faixa etária vai decrescendo a cada dia, até chegar aos idosos com 70 anos (meta estadual).

Isamelino Pinheiro de Andrade, 78 anos, aguardava na fila a vez de receber a dose. “Realmente eu já estava nessa esperança há dias e hoje chegou o dia. Agradeço ao governador que está trabalhando para vacinar cada vez mais a população aqui em Ananindeua, Belém e no interior. Vamos em busca de dias melhores”, afirmou o aposentado. 

A campanha é realizada na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jaderlândia e em espaços mais amplos, cedidos por igrejas distribuídas estrategicamente nos dois lados da BR-316 (Lado Norte e Lado Sul). 

“A parceria com o governo do estado possibilitou que possamos vacinar a população com até 70 anos. Nós chegamos à conclusão que as igrejas abrigam um número maior de pessoas com conforto para podermos vacinar sem aglomeração”, disse o prefeito Daniel Costa. 

Para os líderes religiosos, a disponibilização do espaço para vacinação é de suma importância nesse momento. “Nós estamos dispostos a contribuir para ajudar a população. Para nós é muito gratificante abrir a porta da Igreja para servir a comunidade, nós estamos tendo a oportunidade de mostrar que estamos cumprindo com todas as normas de distanciamento e higienização”, acrescentou a pastora Ray Tavares. 

A empresária Kelly Andrade aguardava ansiosamente pela vacinação do pai. “Não tenho palavras para agradecer, primeiramente ao governador que cedeu mais vacina, e essa vacina é a gotinha de esperança, porque nos estamos vendo que o índice está aumentando e eu tenho fé que logo essa vacina vai estar disponível pra todas as pessoas que precisam, é uma questão de tempo, de fé e esperança de dias melhores”, agradeceu Kelly. 

MAIS VACINAS

O Pará recebeu uma remessa com 67 mil doses da vacina CoronaVac/Sinovac, desenvolvida no Brasil pelo Instituto Butantan, , na madrugada de quarta-feira (3). Foi a sexta remessa recebida pelo Pará, contabilizando 481.040 doses enviadas pelo Ministério da Saúde ao Estado. Até o dia 30 de março, o Pará receberá 1,5 milhão de doses de imunizantes contra a Covid-19.

Atualmente, o Pará é o 9º estado que mais vacina contra a Covid-19 no país, de acordo com dados divulgados neste final de semana pelo Consórcio de Veículos de Imprensa.

NEGOCIAÇÃO 

O governador Helder Barbalho articula junto ao Ministério da Saúde a garantia de vacinas para imunizar os paraenses. “Nós estamos articulando em conjunto com o Fórum dos Governadores e o Consórcio de Governadores da Amazônia a aquisição de vacinas de todos os laboratórios que estão com eficácia garantida. Lamentavelmente, não há pronta entrega de vacina e nós estamos dialogando para que num esforço comum com o governo federal possamos trabalhar em um único caminho. A vacinação é a única forma de proteger a população, e enquanto não chega para todos, reforço o pedido para que as pessoas possam cumprir as medidas de distanciamento e de higienização”, reforçou o governador. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS