Diário Online
Notícias / Notícias Pará
LIBERAÇÃO

Prefeitura de Salinas libera praias, eventos e venda de bebidas alcoólicas no município

O decreto municipal foi divulgado nesta quinta-feira (11), pelas redes sociais da Prefeitura de Salinópolis

quinta-feira, 11/03/2021, 14:55 - Atualizado em 11/03/2021, 16:23 - Autor: Diário Online


Imagem ilustrativa da notícia: Prefeitura de Salinas libera praias, eventos e venda de bebidas alcoólicas no município
| Ascom/Segup

A Prefeitura de Salinópolis, no nordeste paraense, liberou o acesso de veículos e pessoas nas praias do município, incluindo nos finais de semana e feriados. O decreto municipal foi divulgado nesta quinta-feira (11).

Os estabelecimentos comerciais e de atendimento ao público nas praias de Salinópolis, podem funcionar de 7h às 19h, todos os dias. Na praia não está permitida aglomeração, com exceção de grupo familiar composto no máximo por 10 pessoas. 

Algumas das liberações no município divergem do Decreto Estadual 800/2020, publicado com alterações na quarta-feira (10), no Diário Oficial (DOE), como é o caso da realização de eventos sociais privados em locais fechado, onde a Prefeitura de Salinópolis liberou, desde que seja respeitada a lotação máxima de 50% da capacidade do espaço. O decreto, porém, não limita a quantidade de pessoas. Já no decreto do Governo do Pará, estão proibidos eventos com mais de 10 pessoas. Em relação aos músicos, no município estão liberadas as apresentações, respeitando, no máximo, cinco artistas. 

Já em locais públicos, as reuniões e manifestações para fins recreativos devem ter, no máximo, 50 pessoas.

Os restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos afins também estão liberados para funcionar até meia noite, assim como os clubes recreativos. As academias, clínicas de estética, salões de beleza, barbearias, entre outros, também estão liberados para funcionar. Todos devem respeitar as regras gerais e protocolos de segurança.

Já a venda de bebidas alcoólicas está proibida de meia noite às 6h, incluindo nas lojas de conveniências e supermercados.  

Veja o decreto completo

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS