Diário Online
Notícias / Notícias Pará
INCENTIVO AOS PEQUENOS NEGÓCIOS

Inscrições para programa 'Fundo Esperança' iniciam nesta terça-feira (16)

Programa garantirá financiamento com taxa de juros de 0,2% ao mês e prazo para pagamento em até 36 meses

terça-feira, 16/03/2021, 10:58 - Atualizado em 16/03/2021, 10:56 - Autor: DOL


Imagem ilustrativa da notícia: Inscrições para programa 'Fundo Esperança' iniciam nesta terça-feira (16)
| Divulgação/Seplad

A partir desta terça-feira (16), estarão abertas as inscrições no programa de auxílio financeiro "Fundo Esperança", oferecido pelo governo do Pará para amenizar os impactos negativos gerados pelo novo coronavírus nos pequenos negócios. O programa dará incentivo total de R$ 100 milhões neste ano. 

O "Fundo Esperança" garantirá financiamento com taxa de juros de 0,2% ao mês e prazo para pagamento em até 36 meses, além de carência de 180 dias para a quitação da primeira parcela, a pequenos e microempreendedores. 

 Para ter acesso ao fundo, os interessados devem realizar a inscrição no site da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia a partir de amanhã (16). 

"A expectativa do Governo é, além de incrementar a economia no estado do Pará neste momento de tantas dificuldades, ainda ajudar o empresariado na manutenção de suas empresas e principalmente dos postos de trabalho", explica o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Carlos Ledo.

Para a nova remessa, serão disponibilizados R$ 100 milhões para financiar, emergencialmente, microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME), empresas de pequeno porte (EPP), cooperativas de trabalho e empreendedores da economia criativa (pessoa física/ CPF) sediados no Estado do Pará. Os valores serão destinados entre pessoas físicas e jurídicas.

Quem pode solicitar?

De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), quem pode solicitar a inclusão no programa são: empresários informais e integrantes da economia criativa; microempreendedores individuais; empresas de pequeno porte e cooperativas de trabalho; agricultura familiar e transporte.

Ainda segundo a Sedeme, o valor de cada financiamento deve observar os limites por pessoa física ou jurídica: Os valores são:

- Até R$ 2.000,00 para empresários informais e integrantes da economia criativa;

- Até R$ 5.000 para microempreendedores individuais;

- Até R$10.000,00 para microempresas;

- Até R$15.000,00 para empresas de pequeno porte e cooperativas de trabalho, da agricultura familiar e transporte.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS