Notícias / Notícias Pará
EXPECTATIVA

Vacinação de pessoas com 68 e 69 anos em Belém ocorrerá em 16 lugares; veja a lista!

Novo lote da CoronaVac chegou ontem e deve ser usado pelos municípios para os grupos prioritários. Estado continua sendo o que menos recebe vacinas.

quinta-feira, 18/03/2021, 11:12 - Atualizado em 18/03/2021, 16:31 - Autor: Diário do Pará


Imagem ilustrativa da notícia: Vacinação de pessoas com 68 e 69 anos em Belém ocorrerá em 16 lugares; veja a lista!
| João Gomes/Comus

Na tarde desta quarta-feira (17), chegou em Belém, mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19. São 117.400 doses de CoronaVac/Sinovac, imunizante desenvolvido no Brasil pelo Instituto Butantan. Essa é a oitava remessa recebida pelo Pará, contabilizando 660.040 doses enviadas pelo Ministério da Saúde ao Estado.

O novo lote vai reforçar a quantidade de vacinas para os grupos prioritários, de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, segundo ressalta o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho. “A Sespa continua avançando nas medidas necessárias para combater o aumento do número de casos da Covid-19 e garantir assistência à população do Pará. Estamos abrindo mais leitos, realizando transferências de pacientes, implantando medidas restritivas nas regiões com maiores números de casos da doença, mas as vacinas são essenciais no enfrentamento da pandemia. Quanto maior o número de pessoas imunizadas, menor a proliferação do novo coronavírus”, informou o titular da Sespa.

Já está sendo organizada a estratégia de distribuição das doses aos municípios. O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), entrega as vacinas para os 13 Centros Regionais de Saúde e os municípios procuram seus centros e retiram as vacinas. O envio é feito por via terrestre, aérea e marítima, e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

BELÉM

Dessas, a capital paraense recebeu mais 24.580 doses de vacina no combate à Covid-19, que contemplará as faixas de 68 e 69 anos. A informação foi divulgada pela Prefeitura de Belém na tarde desta quarta-feira (17), pelas redes sociais.

O calendário com os dias que os idosos nessas idades serão vacinados foi divulgado em uma rede social do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues.

De acordo com a publicação, os idosos com 69 anos serão vacinados no próximo sábado (20). Já o público de 68 anos receberá a primeira dose do imunizante no próximo domingo (21). O Diário Oficial do Município de Belém publicou a lei que permite à gestão municipal integrar o Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar). A Lei 9.666 possibilita que o município compre vacinas contra a covid-19, além de permitir a aquisição de medicamentos, insumos, serviços e equipamentos na área da saúde.

A lei prevê que a atuação do consórcio corresponde à área de abrangência dos municípios que o compõem. Isso quer dizer que, até o momento, ele vai atuar em 2.457 municípios brasileiros, incluindo Belém.

Veja onde ocorrerá a vacinação:

1.   Aldeia Cabana. Avenida Pedro Miranda, S/N, bairro da Pedreira. Drive-thru e a pé;

2.    Cassazum. Avenida Duque de Caxias, Nº 1375, bairro do Marco. Drive-thru e a pé;

3.    Colégio do Carmo. Travessa Dom Bosco, Nº 72, bairro da Cidade Velha. Somente a pé;

4.    Escola de Enfermagem da UEPA. Avenida José Bonifácio, Nº 1289, bairro do Guamá. Drive-thru e a pé;

5.    Estacionamento das obras sociais da Basílica. Entrada pela Gentil Bittencourt, bairro de Nazaré. Somente drive-thru;

6.    FIBRA. Avenida Gentil Bittencourt, Nº 1144, bairro de Nazaré. Drive-thru e a pé;

7.    FUNBOSQUE. Avenida Nossa Senhora da Conceição, Distrito de Outeiro;

8.    Ginásio Mangueirinho. Avenida Augusto Montenegro, Nº 524, bairro do Mangueirão. Drive-thru e a pé;

9.    Igreja do Evangelho Quadrangular. Barão de Igarapé Miri, esquina com 25 de Junho, Guamá. Drive-thru e a pé;

10.    Paróquia de São João e Nossa Senhora das Graças. Praça Pio XII, Nº 148, Distrito de Icoaraci;

11.    UMS Carananduba. Praça Carananduba, Distrito de Mosqueiro;

12.    UMS Maracajá. Travessa Siqueira Mendes, Nº 1132, Distrito de Mosqueiro;

13.    UNAMA. Avenida Alcindo Cacela, Nº 287. Drive-thru e a pé;

14.    UNIFAMAZ. Avenida Visconde de Souza Franco, Nº 72, bairro do Reduto. Drive-thru e a pé;

15.    Universidade Federal do Pará (UFPA-Campus Guamá). Rua Augusto Corrêa, 01, Guamá. Drive-thru e a pé.

16- Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Rotary

INSUFICIENTES

O governador do Estado, Helder Barbalho, se reuniu por videoconferência com governadores participantes do “pacto nacional”, no sábado (13), com objetivo de alinhar medidas para diminuir o pico da pandemia de Covid-19 registrado nas últimas semanas no Brasil. Até o momento, governadores de 22 estados e do Distrito Federal manifestaram posição favorável às medidas.

Durante a reunião, o chefe do Executivo Estadual expôs aos demais governadores que o Pará vem recebendo doses insuficientes da vacina. Mesmo com a nona maior população do Brasil - 8.702.353 habitantes -, o Pará é o estado que recebeu, proporcionalmente, a menor quantidade de imunizantes contra a Covid-19.

“Desde a primeira leva, tenho dificuldade no recebimento do quantitativo de vacinas, que é muito distorcido do percentual da relação per capta por Estado, fazendo com que o Pará continue sendo o Estado que menos recebeu vacina, portanto, não há uma uniformidade nessa distribuição. Desde o início, nós temos ficado em último lugar no ranking de vacinação dos estados pelo Consórcio dos Veículos de Imprensa, que não leva em consideração o quanto nós recebemos, e sim, a quantidade global dos números absolutos. Então, desde o primeiro momento, continuamos em último na vacinação”, disse Helder Barbalho, ressaltando que já enviou dois ofícios ao Ministério da Saúde para que o equívoco fosse reparado, o que ainda não aconteceu.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS