Notícias / Notícias Pará
PREVENÇÃO

Academias, cinemas e teatros seguem fechados em cidades com bandeira vermelha

Estado prorrogou a determinação por mais sete dias. Decisão levou em consideração cenário epidemiológico no Pará

quinta-feira, 18/03/2021, 10:44 - Atualizado em 18/03/2021, 10:44 - Autor: Agência Pará


Imagem ilustrativa da notícia: Academias, cinemas e teatros seguem fechados em cidades com bandeira vermelha
| Marco Santos/Ag Pará

O Governo do Pará prorrogou, por mais sete dias, o fechamento de academias de ginástica e estabelecimentos afins, cinemas e teatros nos municípios em bandeira vermelha. A determinação foi publicada na noite de quarta-feira (17), em edição extra do Diário Oficial (DOE), e faz parte do Decreto 800/2020, que institui as medidas de combate à pandemia da Covid-19 no Estado.

“A proibição tinha sido fixado por sete dias e acabaria hoje (quarta, 17). No entanto, levando em consideração que ainda estamos com um cenário epidemiológico preocupante, decidimos mantê-los fechados até que possamos reavaliar as medidas”, explicou Ricardo Sefer, procurador-geral do Estado.

Atualmente, 139 municípios paraenses seguem em bandeira vermelha, considerada zona de alerta máximo, definida pela capacidade hospitalar em risco e evolução acelerada da contaminação. Desta forma, o decreto prevê a liberação apenas de serviços e atividades essenciais, além de alguns setores econômicos e sociais.

 

| Reprodução
 


De acordo com o procurador-geral, a prorrogação do prazo começa  a ser contada a partir da publicação do decreto com as alterações.

Bandeiramento

A bandeira vermelha foi instituída pelo governo estadual em todas as regiões de saúde paraenses no último dia 3, após debate com prefeitos e para evitar o caos na saúde pública.

No entanto, desde a última segunda-feira (15), cinco municípios que compõem a Região Metropolitana de Belém I (Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara) passaram ao bandeiramento preto (lockdown), com medidas extremas e restrição máxima de circulação de pessoas.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS