Notícias / Notícias Pará
ESTOQUE ACABANDO

'Kit intubação' pode acabar em hospitais privados de Belém

Sindicato alerta que escassez de remédios essenciais para intubação levar a colapso na saúde nos hospitais privados do Pará

sexta-feira, 26/03/2021, 14:15 - Atualizado em 26/03/2021, 16:37 - Autor: Diário Online


Imagem ilustrativa da notícia: 'Kit intubação' pode acabar em hospitais privados de Belém
| RE

O Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Pará (Sindesspa) emitiu um comunicado alertando para a falta de medicamentos e/ou instrumentos usados no chamado "kit intubação", que permite os procedimentos de intubação de pacientes com covid-19. A falta dos insumos pode agravar de maneira sem precedentes a crise na saúde pública enfrentada nos municípios do Pará e em todo Brasil.

Segundo o sindicato, a situação é "alarmante". Por meio de nota, o Sindesspa tenta chamar a atenção, urgentemente, das autoridades e dos órgãos de saúde porque, segundo a entidade, alguns hospitais privados estão com estoque para apenas os próximos quatro dias de atendimento na capital paraense.

"O que ocorreu é que o Ministério da Saúde emitiu Requisições Administrativas para os fabricantes dos medicamentos e equipamentos do Kit Intubação, o que é quase um confisco, já que ele compra todo o estoque desses fabricantes para garantir o atendimento dos hospitais públicos", explica Breno Monteiro, presidente do Sindesspa.

"No entanto, em compensação, [a Requisição Administrativa] desorganizou o fluxo normal de fornecimento para os hospitais privados, que não estão conseguindo repor o estoque",  continua Breno. 

O representante do sindicato explica que já a situação alarmante já foi repassada para órgãos como Ministério da Saúde, Procon e Ministério Público. 

"Estamos enfrentando esse problema desde a semana passada. Os hospitais privados têm procurado os distribuidores e não conseguem comprar. Alguns hospitais de Belém estão relatando estoques suficientes só para quatro ou cinco dias",  Breno Monteiro. 

O sindicato finaliza a nota oficial com um apelo para que poder público faça intermediação do problema, caso contrário, a situação poderá provocar um caos ainda maior na falta de subsídios para o atendimento de pacientes com covid-19.

Veja nota oficial do Sindesspa. 

 

|
 
Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS