Notícias / Notícias Pará
OPERAÇÃO SEMANA SANTA

Salinas tem baixa movimentação durante o feriadão

Agentes da Segurança Pública fiscalizam o cumprimento do decreto estadual para evitar aglomerações e o funcionamento de comércios em horários indevidos

sábado, 03/04/2021, 12:19 - Atualizado em 03/04/2021, 12:19 - Autor: Agência Pará


Imagem ilustrativa da notícia: Salinas tem baixa movimentação durante o feriadão
| Jader Paes/Agência Pará

Em outros anos, quando não havia a pandemia da Covid-19, era grande o número de pessoas que se deslocava para o interior do Estado a fim de aproveitar praias, igarapés e balneários durante o feriado da Semana Santa, por exemplo. Apesar do final de semana ser prolongado, neste 2021, o cenário é outro. Praias, balneários e similares estão fechados de sexta-feira (2) até esta segunda-feira (5). E esses lugares são fiscalizados por agentes da Segurança Pública que cumprem o decreto governamental com medidas  restritivas com o propósito de evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Por meio da "Operação Semana Santa" os destinos mais procurados receberam reforço na segurança. A operação teve início na última quinta-feira, 1°, e segue até este domingo, 4.  No município de Salinópolis, no nordeste paraense, mais de 200 servidores estão em atuação em um forte esquema montado e o movimento é considerado tranquilo.

"O balanço no segundo dia de atuação da operação, visto que o primeiro foi o deslocamentos dos agentes, foi positivo. Ontem verificamos que as praias realmente ficaram vazias, não houve aglomeração, a atuação dos agentes de segurança foi rigorosa, no sentido de impedir que as pessoas acessassem a faixa de areia. Hoje, no sábado, apesar de vermos um número de pessoas um pouco maior, não há ninguém na faixa de areia. A operação tem se demonstrada exitosa e a movimentação tranquila", afirma o secretário  adjunto de Operações, coronel Alexandre Mascarenhas. 

O trabalho realizado envolve duas frentes de ação: o de impedir o acesso à praia, fiscalizando também aqueles locais que podem funcionar, desde que obedeçam às medidas de prevenção contra o coronavírus  e também no período noturno para que estabelecimentos comerciais respeitem o que estabelece o decreto estadual, cumprindo o fechamento às 18h. A partir desse horário os produtos podem ser retirados no balcão ou serem entregues pelos estabelecimentos comerciais na casa do cliente.

"Durante à noite houve uma grande patrulha envolvendo todas as agências, a exemplo das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Vigilância Sanitária estadual, que passaram por diversos pontos para orientar quanto a proibição do atendimento presencial às 18h e, em caso de desobediência, fechar o estabelecimento comercial", acrescentou o coronel Mascarenhas. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS