Notícias / Notícias Pará
TRAGÉDIA EM FAMÍLIA

Mulher vai trabalhar e deixa marido morrer sozinho em casa

Ela bem que tentou chamar o Serviço de Atendimento Médico de Urgência depois da briga doméstica em que o esposo foi golpeado na cabeça com uma enxada. Mas a demora a fez desistir e ela chamou que ele ficaria bem. Depois descobriu que o homem morreu agonizando dentro de casa sem nenhum socorro.

sábado, 05/06/2021, 13:07 - Atualizado em 05/06/2021, 13:07 - Autor: Com informações do Zé Dudu


Samu foi chamado pelos vizinhos, só no fim da tarde
Samu foi chamado pelos vizinhos, só no fim da tarde | Reprodução

Diversão, bebida alcoólica e banho de rio, uma manhã de diversão entre os familiares é tudo que as pessoas precisam. O combo poderia ser finalizado da melhor forma possível, mas nem sempre é assim que ocorre. Principalmente, se as coisas fogem totalmente do controle.

O autônomo Adelson da Silva Oliveira, 38 anos, natural de Paragominas, ficou agonizando em casa até a morte. O crime ocorreu na Rua Safira, Bairro Montes Claros, em Parauapebas, no dia 30 de maio.

Ele estava com familiares tomando banho de rio, como informou a sua esposa, Sara Oliveira da Silva. Ao retornarem para casa, por volta das 13h30, ele ficou bastante alterado, em consequência da ingestão de álcool e passou a quebrar tudo dentro do imóvel, após tentar agredi-la.

Adelson tentou agredir também a filha dela, Elizamar Oliveira, de 21 anos, como informou Sara. A situação saiu do controle, até que genro da mulher foi chamado para prestar apoio no local e, ao chegar, colocou Adelson Oliveira para fora da casa.

Sara relatou que o marido estava bastante furioso e se armou com duas facas, tentando golpear Elizamar, que foi defendida pelo marido. O genro se armou com uma enxada e acertou com o cabo da ferramenta a cabeça Adelson.  O autor fugiu após o crime, que ocorreu no último dia 30 de maio.

Sara informou que, no momento da confusão, tentou chamar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), pois Adelson ainda estava respirando. Porém o pedido de socorro não ocorreu. Ela também não conseguia realizar ligação e nem passar mensagem de WhatsApp porque o homem, antes de ser golpeado, havia cortado a fiação elétrica da casa, deixando o imóvel sem Internet.

Como Sara tinha compromisso de trabalho, ela foi para o emprego e só horas depois soube que o marido havia morrido.

Os responsáveis por chamar atendimento foram os vizinhos. Eles acionaram o Samu. Ao chegarem no local, os paramédicos constataram que Adelson já estava morto. A Polícia Civil esteve no endereço e realizou todos os levantamentos necessários. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS