Diário Online
Notícias / Notícias Pará
VEJA OS VÍDEOS!

Bob Fllay é expulso do PDT após vídeo de cunho racial

Partido alega que o parlamentar violou valores fundamentais à legenda. Bob Fllay nega ter cometido injúria racial e diz que foi expulso por ter maior projeção de votos do que outros filiados do PDT em Ananindeua

sexta-feira, 10/09/2021, 12:02 - Atualizado em 10/09/2021, 15:41 - Autor: DOL


Nas eleições de 2020, Bob Fllay foi o segundo vereador mais votado em Ananindeua, com 4.798 votos
Nas eleições de 2020, Bob Fllay foi o segundo vereador mais votado em Ananindeua, com 4.798 votos | Reprodução - Facebook

O humorista Flavio Higor Pantoja, conhecido como Bob Fllay, foi expulso do PDT, partido pelo qual foi eleito vereador em Ananindeua, nas eleições de 2020. A expulsão foi decidida pela Comissão de Ética Estadual do partido nesta quinta-feira (9).

A motivação para o desligamento do parlamentar teria sido um vídeo publicado pelo humorista nas redes sociais, uma referência à polêmica envolvendo o participante da edição 2021 do Big Brother Brasil, o professor de Geografia João Luiz – durante o programa, João foi às lágrimas após um comentário de cunho racista emitido pelo cantor sertanejo Rodolffo, que comparou os cabelos black power do professor a uma peruca de um figurino de homem das cavernas.

Em nota, o Partido Democrático Trabalhista disse que tem em sua essência um "compromisso irrestrito com os trabalhadores e trabalhadoras, bem como, com as causas das crianças, povos indígenas, negros e negras, mulheres e a população LGBTQI+". Ainda no comunicado, assinado pelo Presidente da Comissão de Ética Estadual, André Tomaz Cardoso, o PDT afirma que não pode admitir que seus filiados tenham comportamento e atitudes reiteradas de ataques a valores fundamentais ao trabalhismo.

DEFESA

Em pronunciamento divulgado via redes sociais, Bob Fllay fez críticas ao partido. Na percepção de Bob Fllay, o real motivo da expulsão foi o fato de ele ter maior projeção de votos em comparação a outros nomes do PDT paraense, que aspiram ser candidatos aos cargos de deputado estadual e federal nas eleições de 2022.

“O PDT argumenta que eu nunca levantei a bandeira do partido, que eu nunca defendi o partido na tribuna da Câmara. Mas a verdade é que o PDT queria que eu ficasse pressionando o prefeito Daniel, de Ananindeua, a dar cargos políticos para o partido, queria que eu ficasse cobrando o prefeito pra colocar o PDT no governo. E eu nunca aceitei me prestar a isso, mano. Primeiro, pelo fato de que eu não gosto de negociata; segundo, pelo fato de que eu não gosto de ficar fazendo ponte pra ninguém; e terceiro, e principalmente, porque eu não quero ficar devendo nada pro prefeito de Ananindeua. Não devo nada pro partido, não quero dever nada pra ninguém. Só queriam um pé pra me expulsar. Pegaram um vídeo meu, um vídeo que eu fiz, inclusive, pra defender o João do Big Brother daquela situação lá, do racismo, e o PDT foi o único partido que viu racismo nesse meu vídeo”, disse o vereador.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS